Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Críticas e bom humor nas frases de para-choque de caminhão

A- A+

Bem antes do advento da internet, outra forma de expressão pública já fazia sucesso no Brasil. Pelas estradas do país, sempre com boas doses de humor e ironia, as frases de para-choque de caminhão passaram a representar o mesmo que os atuais “memes” das redes sociais. Mesmo tendo chegado ao país três décadas antes, o auge da prática aconteceu na década de 1980.

Em suas viagens de férias, gerações inteiras de famílias brasileiras se divertiram (ou ainda se divertem) com as pérolas criadas pelos motoristas de norte a sul do país. As mensagens são repletas de trocadilhos e, assim como os internautas publicam na rede, os caminhoneiros também expõem na traseira do veículo assuntos religiosos, humorísticos, políticos e relacionados às dificuldades financeiras enfrentadas no dia-a-dia.

seudinheiro-frases-de-parachoque-de-caminhao

O auge da prática aconteceu na década de 1980. Foto: iStock, by Getty Images

As finanças nas frases de para-choque de caminhão

O espaço é utilizado para manifestar contrariedade em relação à falta de poder aquisitivo e fazer críticas à ausência de soluções. A dívida acumulada vira desabafo nas frases de para-choque de caminhão:

“Diferença entre credor e devedor: o primeiro tem a memória muito melhor.”

“Dívida pra mim é sagrado: Deus lhe pague.”

“Devo, não pago. Nego enquanto puder.”

A comparação com o rico é inevitável:

“O rico pega o carro e sai. O pobre sai e o carro pega.”

“Filho de rico é playboy. Filho de pobre é motoboy.”

As críticas aos políticos também pautam as frases de pára-choque de caminhão:

“Não roube: os políticos não gostam de concorrência.”

“Malandro é o canguru que já nasce com o Bolsa-Família.”

Mas nem tudo são lamentações. As vantagens de se ter dinheiro aparecem com frequência nas frases de para-choque de caminhão:

“O dinheiro não traz felicidade. Manda comprar.”

“Dinheiro não traz felicidade, mas ajuda a sofrer em Paris.”

“Dinheiro não é tudo na vida. Dê-me o seu e viva feliz”.

Técnica do filateado

As frases de para-choque de caminhão são feitas por meio da técnica do filateado, um estilo artístico de pintura e desenho típico da cidade de Buenos Aires. A prática começou a ser desenvolvida inicialmente em charretes e, depois, nos veículos motorizados de carga na capital argentina, atravessando mais tarde a fronteira. No Brasil, perdeu um pouco do colorido, mas ganhou o típico bom humor que brinca até com a própria desgraça. Pintores de carrocerias criavam cadernos com frases e possuíam grande clientela.  Hoje, por causa das terceirizações das frotas, o filateado nacional está cada vez mais em desuso.

Concurso premia as melhores frases 

Em Minas Gerais, a Associação ao Motorista de Araxá promove há 31 anos a Festa do Motorista. A atração principal do evento é o concurso de frases de pára-choque que reúne dezenas de caminhoneiros de todas as regiões do país.

Na voz do Rei

A tradição passou a fazer parte do folclore do interior do Brasil. Foi tese de estudos acadêmicos, pautou documentários e livros, além de ganhar voz nas canções de duplas caipiras e sertanejas. Com enorme sucesso, o Rei Roberto Carlos lançou em 1984, pela CBS, o disco Caminhoneiro, tendo a canção homônima como carro-chefe e falando também de uma frase de pára-choque de caminhão:

“Todo dia nessa estrada
No volante eu penso nela
Já pintei no pára-choque
Um coração e o nome dela
Já rodei o meu país inteiro
E como bom caminhoneiro
Peguei chuva e cerração
Quando chove o limpador desliza”

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças