Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Crédito consignado é sempre um bom negócio? Entenda

A- A+

Muitas pessoas apostam no crédito consignado como a melhor forma de empréstimo, já que a modalidade oferece juros menores na comparação com outras. Ainda assim, é preciso tomar alguns cuidados para não recorrer a ela por impulso, afinal, parte do seu salário pode ficar comprometida por um bom tempo.

O que é crédito consignado?

O crédito consignado é considerado um empréstimo indireto, pois as parcelas saem diretamente da sua folha de pagamento, antes mesmo de você receber o salário.

Essa modalidade é exclusiva para funcionários públicos, beneficiários do INSS e trabalhadores de carteira assinada. Nesse último caso, porém, é necessário que a empresa tenha convênio com bancos.

Crédito consignado oferece juros menores.

Pesquise qual instituição oferece as menores taxas de juros da modalidade. Foto: iStock, Getty Images

A facilidade do empréstimo consignado é que o desconto do salário funciona como uma garantia de pagamento, o que diminui os juros em comparação a outros tipos de crédito. Segundo o Banco Central, a taxa média cobrada pelo crédito consignado é de 27,3% ao ano.

Ainda assim, os bancos e financeiras costumam fazer uma análise de crédito, o que significa que a resposta ao empréstimo pode ser negativa. O parcelamento do crédito consignado não pode ser superior a 72 meses.

Atenção ao buscar o crédito consignado

Embora os juros sejam menores em comparação a outros produtos financeiros, é importante considerar alguns pontos antes de tomar o crédito.

Se você é servidor público ou beneficiário do INSS, não é necessário ser correntista de um banco para solicitar o empréstimo. Portanto, faça uma pesquisa para ver qual instituição oferece as menores taxas de juros.

As parcelas do crédito consignado não podem ultrapassar 35% do salário do trabalhador. Ainda assim, essa porcentagem é significativa. Faça os cálculos: se o seu salário é de R$ 2 mil, 35% equivale a R$ 700. Ou seja, terá que conviver com esse desconto por alguns meses – talvez anos.

Ainda que você recorra ao empréstimo em uma situação de emergência, é importante colocar tudo na ponta do lápis. Os R$ 700 mensais da parcela, citados no exemplo anterior, se investidos durante 10 anos, com rendimento de 0,65% mensal e 10% de inflação anual, renderiam cerca de R$ 190 mil.

Por isso, o melhor é sempre fazer um bom planejamento antes de solicitar qualquer tipo de financiamento. Em alguns casos, renegociar dívidas e esperar um pouco mais para realizar alguns sonhos pode valer a pena.

Você vai se interessar por:

Limite do crédito consignado passa a ser de 35% da renda

Entenda o que é cartão de crédito consignado

Crédito consignado: veja como funciona essa forma de empréstimo

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nas bases de dados da Serasa e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Interessado no crédito consignado? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

Empréstimo ou financiamento
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns