Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Controle financeiro: família precisa conversar sobre dinheiro

A- A+

Fazer o controle financeiro não é uma tarefa que agrade a todos e, geralmente, acaba sendo responsabilidade de apenas uma pessoa da família. Não é esse, contudo, o comportamento recomendado por especialistas em finanças. Você não pode perder noites de sono com a cabeça nas finanças.

Para o controle financeiro de uma casa funcionar corretamente e a família ficar com as contas sempre no azul, espera-se que todos os membros sentem para conversar sobre a melhor forma de administrar o dinheiro que entra e, é claro, que sai ou ainda vai sair.

Você não sabe como manter as contas da família em dia? Entenda que a transparência dos gastos da casa é fundamental.

controle-financeiro

Administrar bem o dinheiro é qualidade importante. Foto: iStock, Getty Images

Para Alfredo Meneghetti, doutor em História Econômica e há 26 anos professor de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), o diálogo é o primeiro passo para se ter o controle financeiro do lar.

“Nessa conversa, deve-se estabelecer algumas metas referentes ao plano de consumo de todos os membros da família. Com um plano construído, se constrói uma poupança para se atingir os objetivos”, comenta o economista.

Cada cabeça, uma vontade

Uma vez feito o detalhamento dos gastos básicos da casa (aqueles que não podemos abrir mão, como alimentação, transporte, vestuário, educação e saúde), com o que sobra, pode-se começar a pensar em consumo baseado em desejo.

Entretanto, há outra regra básica a ser seguida: é preciso levar em conta os sonhos e vontades de cada indivíduo da família. Afinal, não há controle financeiro coletivo que resista quando somente alguns conseguem atingir seus objetivos.

É por isso, explica Nelson Chalfun Homsy, professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que cada família deve ser analisada como um caso isolado.

Segundo ele, cada núcleo deve saber identificar as próprias necessidades na hora de fazer o controle financeiro, estabelecendo regras de gastos em função de características específicas, como a faixa etária dos membros, o tamanho da família, a estrutura de governança (quem manda e quem obedece).

Controle financeiro a longo prazo

Para seguir com as contas em dia, em alguns casos, não basta fazer o controle mensal. Homsy, que tem doutorado em Economia pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, considera “útil” fazer o orçamento de receitas e gastos para o período de um ano, no mínimo.

A opinião é compartilhada pelo professor de Economia da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EESP-FGV) Evaldo Alves, que sugere até mesmo um planejamento mais estendido. “Tem que fazer a programação. E não é mês a mês. É bom fazer de, pelo menos, um ano ou dois, para monitorar as contas”, afirma.

O que não vale é se descuidar da planilha. “Tem que fazer e usar, e não pendurar na parede”, completa Homsy.

> Planilhas para controle financeiro: Conheça e experimente

Regras básicas para um bom controle financeiro

1. Reúna os membros da família para uma conversa sobre as contas da casa.

2. Defina quais contas são prioritárias.

3. Com o que sobrar, faça planos, levando sempre em conta os desejos de cada um dos integrantes do grupo.

4. Não se esqueça também de poupar, assim você terá dinheiro para eventualidades ou poderá garantir um futuro mais sossegado se elas não ocorrerem.

Conta pré-paga é opção

Se você precisa apertar os gastos, vai gostar dessa novidade. A Vivo oferece uma conta pré-paga que funciona via celular. O Vivo Zuum é uma conta-corrente pré-paga no qual o usuário pode transferir e receber dinheiro, recarregar o celular e fazer compras, tanto em lojas físicas quanto pela internet. O serviço ainda permite que o cliente tenha um cartão para saque em caixas eletrônicos e é isento de anuidade.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas para controle financeiro? Compartilhe!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
quanto custa um seguro de vida
como lidar com a avareza
empresa familiar
abrir uma empresa de contabilidade
levar dinheiro na viagem