Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Consumidor pode recorrer à tecnologia durante greve dos bancários

A- A+

Se você costuma utilizar com frequência os serviços ofertados em agências bancárias, é bom se precaver: a partir desta terça, dia 6, começa uma nova greve dos bancários. A paralisação foi aprovada em assembleia do Comando Nacional dos Bancários, na última quinta-feira, 1º.

Diante do imprevisto, uma saída para realizar suas operações financeiras pode ser recorrer a soluções tecnológicas. Conheça os principais serviços que podem ser feitos no meio online e fique atento: suas obrigações com relação a contas não mudam durante a greve dos bancários.

Acesso aos serviços de banco pela internet ou aplicativos de celular

Greve não altera a realização de serviços bancários pela internet. Foto: iStock, Getty Images

Alternativa tecnológica à greve dos bancários

Embora os serviços de atendimento pessoal, como o saque na boca do caixa e a abertura de contas, fiquem suspensos durante os períodos de greve, outros podem ser realizados em meios alternativos, com comodidade e segurança.

Para aqueles que gostam de praticidade, há a possibilidade é recorrer ao internet banking. Além de realizar pagamentos, a opção permite ainda conferir o extrato da sua conta, fazer transferências de valores entre contas e até mesmo encaminhar empréstimos.

O mesmo vale para os aplicativos bancários, disponíveis para uso em tablets e smartphones, no chamado mobile banking. Na maioria dos casos, eles só precisam ser autorizados em um caixa eletrônico para que a realização de transações seja liberada.

Se você tem dúvidas sobre o serviço ou não sabe que tipo de facilidades tecnológicas o seu banco oferece, busque contato com a central de atendimento e verifique que operações podem ser feitas pelo internet banking ou mobile banking não apenas durante a greve dos bancários.

A Associação de Consumidores (Proteste) alerta que a greve dos bancários não tira do consumidor a responsabilidade de pagar suas contas dentro do prazo de vencimento. Em caso de atrasos, fica sujeito à cobrança de multa.

Outras opções

Para quem prefere realizar as operações bancárias presencialmente, o pagamento de contas, por exemplo, costuma ser aceito nas lotéricas. Caso essa não seja uma opção para o seu caso, o conselho do Procon de São Paulo é entrar em contato com o banco por telefone e solicitar uma saída.

Vale lembrar que, caso a quitação não ocorra e algum meio de pagamento tenha sido disponibilizado, o consumidor pode ter seu nome enviado aos serviços de proteção ao crédito e também precisa arcar com os juros e encargos resultantes do atraso.

De acordo com a Proteste, outro serviço que segue em funcionamento normal é a compensação bancária de cheques e DOCs, considerada atividade essencial pela legislação do país.

Você vai se interessar por:

Acesso ao internet banking exige atenção aos riscos

Token marca evolução da segurança nas transações bancárias via internet

4 casos em que a transferência de dinheiro pode dar dor de cabeça

O que motiva a greve dos bancários

Em campanha nacional por melhorias, a principal revindicação dos bancários é o reajuste salarial de 16%, com piso de R$ 3.299,66 incluindo reposição da inflação e um aumento real de 5,7%.

A categoria também pede aumento na participação dos lucros e resultados (PLR), reajuste nos vales e inclusão do auxílio-educação, melhores condições de trabalho e um Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

Nas negociações da última sexta-feira (25), a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) sinalizou com reajuste de 5,5% no salário, mudanças nos valores da PLR e auxílios refeição, alimentação e creche, além de um abono de R$ 2.500, não incorporado ao salário.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Roberto Von der Osten, a proposta não é condizente com o crescimento do setor bancário em 2015, apesar da crise econômica.

 

Você tem uma boa dica de alternativa à greve dos bancários? Deixe seu comentário.

Como ter uma boa qualidade de vida
Usaram meu cartão de crédito
Vai fechar conta no banco
Vai abrir conta pela internet
Acessando banco de varejo digital
Homem usa aplicativos Itaú