Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Consórcio de motos é alternativa para o primeiro veículo

A- A+

Os consórcios são modalidades de compra baseadas na união de grupos de pessoas físicas ou jurídicas com o objetivo de formar uma poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou até serviços. A formação dos grupos é feita por uma administradora, autorizada e fiscalizada pelo Banco Central. Devido ao formato e ao valor do bem, o consórcio de motos é muito usado, na maior parte das vezes para a compra do primeiro veículo.

No consórcio, estabelece-se um prazo determinado para que todos os participantes, de forma escalonada, sejam contemplados com uma moto. Ao longo do período, os integrantes do grupo contribuem mensalmente com uma cota cada um, formando um fundo comum. A cada mês, por meio de sorteio ou de lance, a administradora contempla um ou mais consorciados com o crédito no valor da moto, até que todos recebam o veículo ou o valor equivalente.

consorcio-de-motos

O consórcio é muito usado para a compra de motocicletas. Foto: iStock, by Getty Images

Contemplação por meio de sorteio ou de lance

Quem pretende adquirir uma moto por meio de consórcio precisa planejar-se financeiramente e ter sempre clara a noção de que não poderá contar com o veículo antes da contemplação, o que pode acontecer em um mês ou em quatro anos, caso o plano de consórcio de motos seja de 48 meses, por exemplo. Como as motos são distribuídas por sorteio, a melhor das hipóteses acontece quando o participante é ser contemplado no começo do período, recebe logo o veículo e segue pagando as parcelas, geralmente menores do que as de um financiamento. Entretanto, considerando apenas a alternativa de contemplação por sorteio, não há garantia de que o consorciado não será o último a receber o veículo.

Para quem pretende contar com a motocicleta o mais rapidamente possível, existe a possibilidade de dar lances nos consórcios, levando o veículo sem precisar ser sorteado. Em geral, as administradoras consideram o lance como a quantidade de parcelas que o consorciado pode antecipar em um determinado mês. Assim, quem antecipar mais parcelas, será o vencedor. Entretanto, como as regras dos consórcios de moto podem variar entre as administradoras, antes de assinar um contrato vale esclarecer as normas e as formas de contemplação com o vendedor.

Montadoras têm consórcios de moto próprios

O primeiro passo para a contratação de um consórcio de motos é a escolha do modelo que se pretende adquirir. Muitas fábricas – como Honda, Yamaha, Suzuki e Kasinski, entre outras – oferecem planos de consórcio de motos próprios. Quem não tem certeza do modelo que quer comprar, pode entrar em grupos de consórcio que oferecem a possibilidade de obtenção de motocicletas de várias marcas, considerando o valor estabelecido para o veículo.

Antes de mais nada, é fundamental pesquisar a reputação da administradora do consórcio, verificando se ela tem autorização do Banco Central para funcionar. Outra questão a ser pesquisada é o valor das parcelas. Em alguns casos, devido ao fato de as taxas de administração não serem os mesmos, empresas diferentes irão oferecer valores diversos para o mesmo modelo de motocicleta.

Gostou das dicas para consórcio de motos? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez
Opção para investir em commodities