Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conserto de eletrodomésticos pode ser melhor negócio para o bolso

A- A+

A geladeira que a sua avó trouxe do interior há quase cinco décadas ainda funciona bem, mas a que você adquiriu há três anos já estragou. Preocupado com o bolso, você tem a impressão de que a vida útil das facilidades domésticas é menor atualmente. Será que vale mais apostar no conserto de eletrodomésticos ou comprar novos?

Negociando conserto de eletrodomésticos

Antes de enviar aparelho para o conserto, colete ao menos três orçamentos. Foto: iStock, Getty Images

Quando apostar no conserto de eletrodomésticos

A primeira atitude a ser tomada é verificar se o item que deixou de operar está na garantia da loja. Em caso afirmativo, entre em contato com o estabelecimento e solicite o serviço que lhe é de direito. Caso o prazo já tenha expirado, ligue para a assistência técnica e peça um orçamento sem custo.

É prudente coletar no mínimo três orçamentos. Pegue indicações com amigos ou pesquise na internet sobre quem realiza este tipo de serviço e cheque a satisfação dos clientes da empresa que você escolher para efetuar os reparos.

Em posse dos valores cobrados, tome como premissa que é financeiramente válido investir no conserto de eletrodomésticos quando o custo da assistência não ultrapassar o preço de metade de um aparelho novo.

Mas nem sempre é o melhor negócio para o bolso. Aparelhos de som com DVD, por exemplo, podem apresentar falha no leitor do disco. Levando em consideração a marca do seu produto, talvez saia mais em conta comprar um novo do que pagar pelo reparo – que tende a custar caro.

Em outros casos, como no microondas, às vezes, o problema é simples de ser resolvido. Se for assim, não há motivo para que você não leve em um local especializado em conserto de eletrodomésticos.

Negocie o aparelho estragado

A cada troca de linha de TV, máquina fotográfica e lava roupas, entre outros artigos, as peças também podem ser substituídas. E se não encontrá-las no mercado, além da mão de obra, vai pagar caro pela reposição.

Diante dessa demanda, vários briques aceitam eletrodomésticos estragados enquanto revendem outros de segunda mão. O seu será arrumado e em breve estará à venda nas prateleiras. Por isso, vale a pena dar uma pesquisada nesses locais que comercializam e fazem conserto de eletrodomésticos.

Conserte você mesmo

Pesquisar é sempre um bom negócio. Investigue na internet como arrumar seu aparelho, caso você seja desses que curte o estilo faça você mesmo.

Existe uma infinidade de vídeos e tutoriais ensinando como recuperar suas máquinas. Cursos online, sendo muitos gratuitos, desempenham a mesma função. E, de lambuja, você ainda acaba sendo certificado para uma renda extra.

Previna problemas

Na próxima compra, lembre-se de ler o manual de instruções do equipamento que você adquiriu. As informações nele contidas são essenciais na hora de reparar o item avariado.

Também as lojas costumam oferecer a chamada garantia estendida. Avalie qual o tempo médio de vida útil do que você comprou e calcule se essa alternativa não fica melhor para você.

Você vai se interessar por:

 

E para você, quando vale apostar no conserto de eletrodomésticos? Comente!

geladeira com freezer ou congelador
vale a pena ter seguro de vida
Comprar casas em Orlando é opção
Como é morar no campo
Trabalhando na reforma de casas antigas
Como escolher corretora para Tesouro Direto