Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça os principais tipos de conta corrente e escolha a melhor para você

A- A+

Sacar dinheiro a qualquer momento, gerar rendimentos após 30 dias, ou ter uma conta para receber, única e exclusivamente, para seus pagamentos. Quais desses fatores você mais valoriza? Esses pontos são fundamentais na hora de escolher qual dos tipos de conta corrente se encaixa mais no seu perfil.

3 principais tipos de conta corrente

De acordo com o Banco Central do Brasil (BCB) existem três tipos de conta corrente mais comumente usadas no país: depósito à vista, depósito de poupança e conta-salário. A primeira é a preferida da maioria dos brasileiros e, nela, o dinheiro do depositante fica à disposição para ser sacado a qualquer momento.

A conta de depósito de poupança foi criada para estimular a economia popular e permite a aplicação de pequenos valores que passam a gerar um rendimento mensal, com isenção de Imposto de Renda para quem declara.

Tipos de conta corrente dependem do consumidor.

Avalie as suas necessidades ao escolher o tipo de conta bancária mais adequado. Foto: iStock, Getty Images

Já a conta-salário é destinada para receber rendimentos trabalhistas, aposentadorias, pensões e similares. Ela só admite depósitos da entidade pagadora e não pode ser movimentada por cheques.

Para o educador financeiro Silvio Bianchi, mais do que avaliar as vantagens e desvantagens de cada um dos tipos de conta corrente, é importante conhecer o objetivo de abrir uma conta. Segundo ele, a definição de cada uma, por si só, já facilita a decisão.

A melhor opção entre os tipos de conta corrente

Agora que você conhece os principais tipos de conta corrente, chegou a hora de escolher a melhor opção para o seu perfil. Se a escolha for pela conta poupança, é importante lembrar que ela já é oferecida aos correntistas, atrelada à modalidade de depósito a vista.

Outro ponto que merece ser ressaltado, conforme Bianchi, é que, para receber qualquer ganho na conta poupança, os valores devem ficar na conta por um prazo mínimo de 30 dias. “Além disso, ao fazer saques, os valores que foram primeiro depositados serão os primeiros a sair”, completa o educador.

Já a conta-salário se destaca por não ter nenhum custo pela sua utilização, mas ela não pode ser aberta por iniciativa do indivíduo que será o titular da conta. Essa modalidade é estabelecida em acordo entre a instituição financeira e o empregador, que é responsável pela identificação do empregado favorecido.

Independentemente do tipo escolhido, é muito importante avaliar as necessidades ao abrir uma conta corrente, pois os bancos oferecem diferentes serviços e benefícios, mas os custos podem ser elevados.

Para Bianchi, é fundamental avaliar o que será utilizado, já que irá pagar por eles. “Pagar e não utilizar esses serviços é sinônimo de desperdiço”, destaca.

Você vai se interessar por:

Entenda como funciona o empréstimo com débito em conta corrente

Conta salário e conta corrente: entenda diferenças e benefícios

Vale a pena ter mais de uma conta corrente? Descubra

Conta eletrônica é alternativa

Além dessas três modalidades, existe uma variante da conta corrente depósito à vista: a conta eletrônica. Nela, não são cobradas tarifas, caso você use apenas os canais eleletrônicos, como internet, caixas eletrônicos e telefone celular.

Se utilizar meios não eletrônicos, como guichê de caixa ou atendimento telefônico, precisa pagar por esses serviços. A exceção é feita quando os meios digitais não estiverem disponíveis ou não estiverem funcionando.

Segundo o Banco Central, as instituições financeiras não são obrigadas a abrir conta eletrônica para todo cliente que solicitar. Cabe a elas decidir a quem oferecer a modalidade.

Para início de relacionamento com clientes novos, é admitido uma cobrança de tarifa de cadastro. Além disso, é disponibilizado ao usuário apenas o cartão de débito e, assim como a conta-salário, não há direito a cheques.

 

Já fez sua escolha entre os diferentes tipos de conta corrente? Comente!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças