Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça investimentos financeiros para lucrar com a alta dos juros

A- A+

Quer fazer seu dinheiro render mais? A taxa básica de juros (Selic) segue em ritmo crescente, o que pode ser ruim para alguns investimentos financeiros, mas bom para outros. Mas se você não é nenhum expert nesse assunto, confira a seguir algumas dicas adequadas a essa fase da economia para tirar proveito da alta de juros.

Investimentos financeiros atrelados ao CDI

O ponto de partida para você lucrar no atual cenário econômico é direcionar suas aplicações para títulos pós-fixados, atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Isso porque ele acompanha de perto a taxa Selic.

Na prática, o CDI é uma operação que ocorre somente entre bancos, mas que serve como um indexador de vários investimentos financeiros. Explicando de forma simplificada, é quando os bancos fazem empréstimos entre si. Por isso, ele nunca fica muito abaixo da taxa básica de juros. Quanto mais alta a Selic, maior o CDI.

Algumas instituições financeiras cobram muito, o que consome uma parte da rentabilidade do investidor.

Analisar suas finanças e o cenário atual é a melhor forma de começar a investir. Foto: iStock, Getty Images

Dicas de investimentos financeiros lucrativos

Conheça cinco boas opções de investimentos em tempos de juros altos no Brasil.

Letras do Tesouro Financeiro (LTF)

Trata-se de títulos pós-fixados, emitidos pelo governo federal, com rentabilidade indexada pela Selic. É um dos investimentos financeiros considerados como baixo risco e que pode ser feito por investidor de pequeno porte, inclusive, por meio do Tesouro Direto.

Entretanto, é importante fazer uma boa pesquisa sobre as taxas de custódia. Algumas instituições financeiras cobram alto, o que consome uma parte da rentabilidade do investidor.

Fundos DI

Nesse caso, quase todo o patrimônio é investido em ativos cuja rentabilidade é balizada pela Selic. Por isso, quanto mais alta a taxa de juros, melhores os resultados. Os fundos DI podem ser uma alternativa à LTF, mas também é preciso ter cuidado com as taxas de administração. Os especialistas não aconselham taxas maiores que 1% ao ano. O ideal é que fiquem próximas a 0,5% ao ano.

LCI

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) são consideradas investimentos financeiros de baixo risco. São títulos privados, emitidos por bancos, que têm como base o mercado imobiliário. Um dos atrativos é a isenção de Imposto de Renda (IR). Além disso, a LCI conta com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para aplicações até R$ 250 mil.

LCA

As Letras de Crédito Agrícola (LCA) têm o mesmo princípio das LCI, porém sua rentabilidade tem base no agronegócio. Também contam com proteção do FGC até R$ 250 mil e seu rendimento pode ser pré ou pós-fixado. No segundo caso, a rentabilidade está atrelada ao CDI.

CBD

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é emitido pelos bancos para captar dinheiro junto aos investidores. Para investir, é preciso procurar boas opções. Se você achar, por exemplo, um banco que pague 100% do CDI, esse pode ser um bom investimento, mesmo não havendo isenção de IR.

Você vai se interessar por:

Além da poupança: saiba qual o melhor investimento financeiro para você

Aplicação financeira: qual o valor mínimo para começar?

Conheça os tipos de investimentos que exigem pouco valor inicial

Cuide bem das suas finanças

Aprenda a administrar melhor seu dinheiro. Com o Vivo Finanças Pessoais, você recebe semanalmente dicas de finanças pessoais por SMS, com base em material desenvolvido pelo Itaú/Unibanco. Além disso, você responde a quizes para verificar se absorveu o conteúdo ensinado.  

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Gostou das dicas de investimentos financeiros? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

quando vale a pena comprar título de capitalização
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil
investir em imóveis