Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça os fundos de investimentos e avalie sua adesão a eles

A- A+

Para quem é jovem e deseja um futuro mais tranquilo, saber investir o seu dinheiro é sempre um bom negócio. Com opção de aplicar desde um valor baixo, como R$ 100, até altas somas, os fundos de investimentos têm se tornado atrativos para quem quer aplicar parte do que ganha. Mas o que são eles, afinal?

O que são os fundos de investimentos

De acordo com Pier Mattei, sócio da Monte Bravo Investimentos, os fundos de investimentos nada mais são do que o resultado de uma comunhão de recursos de diferentes investidores. É como se fosse um condomínio de casas ou apartamentos, no qual um síndico vai decidir o que fazer com o dinheiro pago pelos condôminos, distribuindo o montante entre alguns produtos diferenciados uns dos outros.

“Em função disso, os volumes aplicados são bastante expressivos e, com isso, há um ganho de escala, redução de custos e possibilidades maiores de diversificação”, explica o especialista.

Perfil de investidor

Conhecer investimentos é decisivo para fazer seu dinheiro trabalhar por você. Foto: iStock, Getty Images

Como funcionam os fundos de investimentos

Para aderir aos fundos de investimentos, o procedimento é simples: você primeiro verifica as opções no mercado (em bancos e corretoras de valores) para encontrar opções dentro da faixa de valor que está disposto a investir.

A seguir, confere o que cada fundo cobra de taxa (pela administração ou gestão do fundo, por exemplo). Encontrado o produto ideal, você adquire um número determinado de cotas, que depende do valor que possui para aplicar.

Como são várias pessoas adquirindo essas cotas, o administrador consegue ter dinheiro suficiente para fazer grandes jogadas no mercado. É dessa maneira, através dos fundos de investimentos, que um investidor com R$ 10 mil, por exemplo, consegue acessar estratégias que individualmente ele só poderia caso dispusesse de R$ 1 milhão, ilustra Mattei.

Atenção aos rendimentos anteriores

Para entender melhor como funciona a rentabilidade da aplicação, é possível conferir quanto os fundos de investimentos renderam no último ano ou até mesmo nos últimos 24 meses. Isso pode ser interessante, pois o cliente pode ter uma ideia de como determinado fundo é administrado.

“Orientamos o investidor a entender qual a política do fundo em que ele investirá os recursos, qual o histórico do gestor do fundo, bem como atentar para as taxas cobradas (taxa de administração, performance e saída)”, frisa Mattei.

Contudo, é preciso ter outra regra muito clara em mente: rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Isso significa que aquele bom desempenho no último ano pode não se repetir no presente. O cenário econômico depende de uma série de fatores que acabam influenciando direta ou indiretamente nos resultados obtidos com os fundos de ações.

Ainda assim, Mattei entende que olhar o passado nos ajuda a ver como o gestor do fundo se comportou diante de diferentes cenários.

Se o fundo foi razoavelmente bem em tempos de crise e conseguiu manter certo nível de lucratividade, enquanto produtos semelhantes tiveram percalços, pode ser indício de que o administrador realmente tentou o que foi possível para não deixar seus “condôminos” no prejuízo. Quando a crise passar, talvez ele tenha mais oportunidades ainda de crescimentos.

Como se tratam de hipóteses, vale ficar atento.

Tenha vantagens ao usar seu dinheiro

Fazer o seu dinheiro trabalhar para você impõe também adotar as melhores práticas quanto ao manejo dele. Se você está buscando segurança e benefícios no cartão de crédito, é hora de conhecer os Cartões de Crédito Vivo. A parceria com o Itaúcard e o Santander oferece uma série de vantagens para o cliente. Os usuários dos Planos Vivo Pré ou Controle ganham bônus nas recargas, enquanto o cliente Vivo Pós acumula mais pontos no programa Vivo Valoriza para trocar por pacotes de serviços e falar mais em ligações para fixo, longa distância, SMS ou internet.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas sobre fundos de investimentos? Deixe seu comentário.

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
como lidar com a avareza
abrir uma empresa de contabilidade
imposto para pequenas empresas
Queda do consumo das famílias brasileiras
Um investidor de primeira viagem