Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça o teto do INSS 2016 e saiba como é calculado o reajuste

A- A+

Aposentados e pensionistas da Previdência Social contam com novos benefícios neste ano. O teto do INSS 2016, por exemplo, está em R$ 5.189,82. Trata-se de um valor limite que pode ser concedido nos benefícios aos segurados públicos.

Novidades no teto do INSS 2016

No ano passado, o teto máximo era de R$ 4.663,75. Para os segurados que estão neste patamar, a correção do benefício tem como único indicador a inflação anual. Já para os que recebem com base no salário mínimo, o reajuste leva em conta também o crescimento do país.

Para ter direito ao teto máximo, é preciso preencher alguns pré-requisitos – seja pela nova fórmula para o cálculo de aposentadoria, a 85/95, seja pelo fator previdenciário, que ainda pode ser utilizado pelo segurado.

Contribuintes devem ficar atentos ao reajuste do teto do INSS 2016

Novo valor, corrigido pela inflação, está fixado em R$ 5.189,82. Foto: Antônio Cruz, Agência Brasil

Pela fórmula 85/95, que entrou em vigor no ano passado, é preciso que a soma da idade, do tempo de contribuição e da pontuação do INSS (que é progressiva, subindo um ponto a cada dois anos) resulte em 85 para mulheres e 95 para homens.

A pontuação 85/95 serve como parâmetro mínimo para obter o direito de aposentadoria. No entanto, o cálculo pode chegar a 90/100, que significa o teto máximo do INSS para o respectivo beneficiário.

Já o fator previdenciário ainda pode ser usado, sobretudo para aqueles que não conseguem atingir a pontuação da nova fórmula. Ele calcula o valor da aposentadoria com base na média dos 80% maiores salários de contribuição nas aposentadorias por tempo de contribuição. Também é chamado de “benefício integral”, mas fica limitado ao teto.

Já nas aposentadorias por idade, ele só é utilizado quando beneficia o trabalhador. Para isso, tem que ficar acima de 1. Quando ficar nesse patamar, ele pode ser mais vantajoso que a nova fórmula. Quando é inferior, o valor do benefício é menor.

Novas alíquotas

Atualmente, 21 milhões de pessoas recebem de acordo com o salário mínimo, enquanto 9 milhões de segurados recebem seus benefícios acima desse patamar. Embora haja um reajuste dos valores, também há elevação de alíquotas de contribuição, o que também foi divulgado recentemente.

Assim, a partir de janeiro de 2016 – porém com recolhimento somente em fevereiro – as alíquotas são de 8% para segurados que recebem até R$ 1.556,94. Já os que recebem entre R$ 1.556,95 e R$ 2.594,92 irão contribuir com 9%, enquanto os que estão na faixa de R$ 2.594,93 a R$ 5.189,82, contribuem com 11%.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

O que achou da novo teto do INSS 2016? Deixe seu comentário!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Planejando a aposentadoria de pessoa com deficiência
como funciona a aposentadoria por invalidez
o que é previdência complementar
tempo de aposentadoria por idade
aporte em previdência privada