Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça o passo a passo do processo de exportação

A- A+

A crise econômica, acompanhada da inflação e da alta do dólar, podem trazer grandes benefícios para as empresas brasileiras. O momento é propício para aqueles que desejam exportar seus produtos e serviços. No entanto, para isso, é preciso conhecer profundamente o passo a passo do processo de exportação, que é repleto de documentos obrigatórios.

Fora a burocracia, os empresários também precisam lidar com um país que continua sendo um dos mais fechados do mundo, conforme Nicola Minervini, autor do livro O Exportador – internacionalização de pequenas e micro-empresas.

Segundo ele, em comparação com outras nações, ainda há muito a ser feito por aqui. “Apesar das mudanças que impactaram o mercado nacional desde 1991, com a abertura da economia brasileira, e os passos gigantescos, principalmente nos últimos 10 anos, a área de comércio exterior ainda não alcançou 2%” completa.

As duas formas de exportar

Um dos primeiros pontos a se pensar antes de começar a exportar, é qual modelo adotar: a forma direta ou indireta. Para tomar essa decisão é preciso levar em conta fatores como estágio de desenvolvimento do negócio, sua estrutura e disponibilidade de recursos humanos capacitados para gerir e executar a negociação e a operacionalização da exportação.

  • Direta: sem a atuação de intermediários, emitindo a fatura proforma, providenciando a documentação de embarque e recebendo o pagamento do importador;
  • Indireta: através de uma empresa comercial exportadora, uma trading company, e outras opções de exportação indireta.

No caso de ser escolhida a segunda opção, a sua empresa realiza uma venda interna para empresa intermediária, e esta atuará como exportadora, fazendo todo o processo e emitindo todos os documentos necessários.

passo a passo do processo de exportação

Real desvalorizado apresenta oportunidades para exportadores. Foto: iStock, Getty Images

Passo a passo do processo de exportação

A forma como você e sua empresa irão exportar é apenas um ponto de um processo bastante longo. Veja como cumpri-lo em cinco passos.

  • Planejamento: vai desde a identificação de novos mercados, passando por aumentar a escala de produção e alterar o contrato social da empresa até providenciar  documentos como o Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros (Radar) e o Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).
  • Negociação: reúne elaborar a planilha de preços, definir as formas de pagamento e, o mais importante, elaboração da fatura proforma. Este documento é o modelo de contrato mais frequente, e é similar à fatura comercial (definitiva), porém com características de um orçamento, ou seja, não gera obrigação de pagamento por parte do comprador.
  • Desenvolvimento: é onde vai se desenrolando a negociação. Importador e exportador vão conseguindo a papelada necessária: fatura comercial, packinglist (uma relação, indicando os volumes a serem embarcados e os respectivos conteúdos) e nota fiscal.
  • Exportação: é onde se encaminha o pré-transporte até o porto ou fronteira, se faz o despacho aduaneiro, se paga o frete e o seguro, se recebe o conhecimento de embarque (documento da companhia transportadora que atesta o recebimento da carga), se realiza a averbação junto à Receita Federal e se emite o comprovante de exportação, consolidando toda a documentação.
  • Câmbio: é onde é feita a negociação com o banco. Primeiro, se adquire uma dívida, a uma determinada taxa de câmbio, e depois se entrega em data fixada os documentos comprobatórios da exportação. Feito isso, a liquidação se dará até o 10° dia seguinte ao da entrega dos papéis. Você entrega o valor em moeda estrangeira à instituição autorizada que, por sua vez, efetua o pagamento equivalente em moeda nacional.

Você vai se interessar por:

Economize sempre

Se você gosta de poupar cada centavo que ganha, pode realizar transações bancárias sem pagar taxas por isso, com toda comodidade. Com o Vivo Zuum, uma conta pré-paga gerenciada pelo celular, você pode fazer pagamentos, transferências e até mesmo recarga de celular. Tudo isso sem mensalidades. Se preferir, você pode adquirir o cartão Vivo Zuum para fazer compras no débito e saques.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Ficou com dúvidas sobre o passo a passo do processo de exportação? Comente.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria