Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça o Match Up, uma espécie de Tinder das franquias

A- A+

Se você é jovem, já deve ter ao menos ouvido falar no aplicativo Tinder, muito usado por solteiros que querem encontrar um par, aprovando ou rejeitando possíveis pretendentes e esperando por um match, ou uma combinação. Já pensou na mesma lógica funcionando para encontrar oportunidades de negócio? É exatamente essa a proposta do app Match Up.

Se o Tinder ajuda o usuário a encontrar um romance, o Match Up tem o objetivo de apresentar ao futuro empreendedor a franquia ideal. O aplicativo, lançado oficialmente em junho de 2015, durante a ABF Expo Franchise, maior feira de franquias do mundo, está disponível para download nos sistemas Android e iOS.

Usuário do app Match Up

Com o app Match Up, usuário pode aceitar ou rejeitar empresas franqueadoras. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona o Match Up

Depois de baixar o aplicativo gratuitamente, o candidato a empreendedor preenche um formulário no qual descreve em que tipo de negócio está interessado e o investimento que está disposto a fazer.

O franqueador, por sua vez, cria um perfil da marca com logo, foto de capa, vídeo de apresentação e informações, como taxa de franquia, royalties, retorno sobre investimento e aplicação mínima e máxima para abrir a franquia.

Então, o aplicativo cruza as informações e exibe ao futuro franqueado as possibilidades de franquias de acordo com o seu perfil – ele desliza para a direita para aceitar ou para esquerda para recusar, assim como no Tinder. A franquia, por sua vez, também pode rejeitar candidatos.

Quando há uma combinação, ou seja, as duas partes se aprovam, é aberta a possibilidade de um chat e os usuários são notificados. Da mesma forma que o aplicativo de namoro torna mais fácil encontrar um par, o Match Up facilita a vida do futuro empreendedor e do franqueador, que aumenta a sua visibilidade no mercado.

A mensalidade para as empresas é de R$ 210, para manter seu perfil no banco de dados do Match Up. Já o usuário que quer se candidatar a uma franquia pode acessá-lo gratuitamente.

Por que empreender com uma franquia?

A diferença entre abrir uma unidade de uma empresa franqueadora e começar uma empresa do zero é muito grande. Não se pode dizer que uma opção é melhor do que a outra, porque tudo depende do perfil do empreendedor.

Na franquia, o empreendedor pega uma marca já pronta e estabelecida e conta com o suporte da empresa franqueadora, que já tem um longo know how na área e oferece a orientação necessária para o futuro gestor. A contrapartida é que são exigidas taxa de franquia e royalties mensais, além de outras possíveis taxas, como a de publicidade.

Esse modelo é ideal para quem tem boa organização, espírito de liderança e sabe o básico da gestão de empresas. Como a franqueadora oferece treinamento completo, se o seu conhecimento é limitado, isso pode não ser um grande problema, desde que você tenha disposição para aprender. Mas vai depender de cada franquia, pois algumas têm requisitos mais rigorosos quanto aos candidatos.

Os riscos de ser um franqueado são menores, porque o modelo já foi experimentado, mas o lado ruim é que não haverá liberdade para desenvolver novos produtos e fazer mudanças drásticas na gestão, alterar a estrutura ou sequer mudar de ponto sem consultar a franqueadora. Ou seja, você terá um limite: além daquilo, será difícil crescer.

Você vai se interessar por:

Já ao abrir uma empresa do zero, poderá fazer o que quiser e não terá limites para o lucro – poderá até expandir para o modelo de franquias no futuro. 

É a opção ideal para pessoas criativas, com mais ambição e disposição para correr riscos e capacidade para elaborar um plano de negócios bem estruturado e um modelo de negócio claro. Além do domínio do básico da gestão de finanças empresariais, é preciso ter visão.

Mas se você optar por esse caminho, terá mais trabalho e mais incertezas. Não que a franquia não tenha risco – é possível fracassar nesse modelo também -, mas as chances de um negócio iniciado do zero não vingar são maiores.

 

Esse artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

Pokémon Go
como montar uma empresa de cromagem
como lucrar vendendo bolo no pote
como lucrar na crise
como abrir uma franquia de alimentos
lado bom da crise