Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça investimentos isentos de Imposto de Renda

A- A+

Um drama comum para quem pretende fazer alguma aplicação financeira é se preparar para a “mordida do Leão”, que não costuma perdoar parte dos ganhos obtidos. Mas essa não precisa ser uma razão para desistir do plano de gerar uma renda extra. Conheça opções de investimentos que são isentos de Imposto de Renda, analise suas vantagens e riscos e faça seu dinheiro trabalhar para você.

Investimentos isentos de Imposto de Renda

Organizar sua vida para o futuro passa por algumas ações, como gerenciar melhor seu orçamento e planejar bem todos os próximos passos. Para isso, é importante fazer reservas e investimentos. Uma boa sugestão para obter melhores rendimentos é buscar aqueles que são isentos de Imposto de Renda.

Investimentos isentos de imposto de renda são mais lucrativos.

Alguns investimentos de renda fixa, como as letras de crédito, estão isentos de IR. Foto: iStock, Getty Images

Entre os investimentos isentos de Imposto de Renda mais recomendáveis estão as aplicações de renda fixa. De acordo com o administrador Silvio Paulo Hilgert, diretor acadêmico da XP Educação, esse tipo de título é aquele em que você, de certa forma, empresta dinheiro ao emissor do papel.

“Pode ser um banco, uma empresa ou o governo”, explica. Em troca, a pessoa recebe uma remuneração por um prazo determinado, em forma de juros e correção monetária.

LCI e LCA são opções isentas de IR

Entre os  títulos de renda fixa, estão a LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio). Segundo Hilgert, as letras lembram uma poupança, que é outro dos investimentos isentos de Imposto de Renda, embora com menor rentabilidade.

Conforme o especialista, a LCI é um instrumento de captação emitido por quem o Banco Central autorizar e seu objetivo é estimular o setor imobiliário. Já LCA é um título vinculado ao agronegócio. Os bancos, portanto, se comprometem em investir no mercado imobiliário e no agronegócio por esses títulos.

Ambas as aplicações estão inclusas no Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ, por instituição ou conglomerado financeiro. Ou seja, até esse valor, se houver qualquer problema, você não perde dinheiro.

A isenção de Imposto de Renda de pessoa física está vinculada ao rendimento e ao ganho de capital tributado de acordo com uma tabela regressiva da alíquota. Confira:

– até 180 dias, corresponde a 22,5%

– de 181 a 360 dias, 20%

– de 361 a 720 dias, 17,5%

– acima de 720 dias, 15%.

Você vai se interessar por:

Saiba como registrar a pensão alimentícia no Imposto de Renda

Restituição de Imposto de Renda: escolha entre investir e saldar dívidas

Lote Imposto de Renda 2015: veja como consultar sua restituição

O investidor pode usar uma LCI para investir por um prazo certo com uma taxa de juros já definida, pré-fixada. “Vale a pena nesse cenário de juros altos e de preocupação com inflação”, diz Hilgert.

Há valores a partir de R$ 20 ou até R$ 30 mil para investimento e os prazos não são muito longos. “Há uma carência: se resgatar antes, não há liquidez. Tem que ficar o prazo determinado”, indica Sílvio.

Outra opção entre os isentos de Imposto de Renda são os debêntures, títulos emitidos por empresas de diversos ramos para financiar investimentos, pagar dívidas, ter capital de giro.

Nesse caso, conforme o especialista, há a possibilidade de diversificar seus investimentos, mas é preciso ter alguns cuidados com a credibilidade das empresas e lembrar que, nessa opção, você não conta com a segurança oferecida ao seu dinheiro pelo Fundo Garantidor de Crédito.

 

Gostou de conhecer investimentos isentos de Imposto de Renda? Deixe seu comentário.

Consulta à restituição do Imposto de Renda 2016
Emitindo o comprovante de inscrição do CPF na Receita Federal
Pesquisando o que é Receitanet
Novo celular chinês
Mulher checa seu Imposto de Renda Retido na Fonte
Comparativo de celulares ajuda a escolher