Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça as voltagens das cidades brasileiras e evite prejuízos ao viajar

A- A+

O turista chega ao destino da sua viagem, dá entrada no hotel e decide tomar um banho. Ao colocar o aparelho de barbear ou o secador de cabelo na tomada, ocorre uma pequena explosão. Já aconteceu com você ou algum conhecido? Ao entender mais sobre as diferentes voltagens das cidades brasileiras, é possível evitar prejuízos quando estiver longe de casa.

Voltagens das cidades brasileiras varia

Conhecer as voltagens das cidades brasileiras é fundamental para evitar prejuízos. Foto: iStock, Getty Images

Brasil possui rede 110V e 220V

Você sabia que o Brasil é o único país do mundo que possui redes domésticas com tensões elétricas diferentes? Essa é uma peculiaridade nacional, e pode ser identificada inclusive dentro de pequenas cidades: há casos em que um bairro da cidade é abastecido com 220V, enquanto outra região possui rede 110V.

A explicação para essa disparidade está no fato de que, quando o país iniciou a montagem da rede elétrica, no século XX, não havia um padrão. Dessa forma, diferentes companhias se estabeleceram no país e, cada uma a sua maneira, instalou as redes, geralmente de acordo com o seu país de origem e os equipamentos necessários, como cabos e transformadores.

Depois de formada, é financeiramente inviável e injustificável alterar a rede. Isso porque tanto a tensão 110V como a 220V apresentam vantagens específicas para o consumidor. Não é possível determinar que uma é melhor ou pior do que a outra. Assim, a disparidade entre as redes segue até os dias atuais.

Voltagens das cidades brasileiras

Confira, a seguir, uma lista com a voltagem das 27 capitais brasileiras e do Distrito Federal, separadas por região:

Sul

– Porto Alegre – 110V

– Florianópolis – 220V

– Curitiba – 110V

Centro-Oeste

– Cuiabá – 110V

– Campo Grande – 110V

– Brasília – 220V

– Goiânia – 220V

Sudeste

– São Paulo – 110V

– Rio de Janeiro -110V

– Belo Horizonte -110V

– Vitória – 110V

Nordeste

– Salvador – 110V

– Fortaleza – 220V

– Maceió – 220V

– São Luis – 220V

– João Pessoa – 220V

– Recife – 220V

– Teresina – 220V

Norte

– Natal – 220V

– Aracaju – 110V

– Palmas – 220V

– Porto Velho – 220V

– Boa Vista – 110V

– Belém – 110V

– Macapá – 110V

– Manaus – 110V

– Rio Branco – 110V

Se você ainda tem dúvidas, a recomendação é pesquisar com antecedência a tensão elétrica da rede da cidade para a qual você vai viajar. Sites de viagens especializados reúnem diversas informações para sanar as principais dúvidas dos turistas.

De qualquer forma, evite plugar aparelhos na tomada antes de ter certeza se a tensão elétrica é compatível. Além disso, investir em equipamentos bivolt também pode ser uma boa ideia para evitar dores de cabeça – e prejuízo financeiro.

Você vai se interessar por:

Assistência para sua casa

Para se proteger de qualquer emergência em sua casa, é importante contar com o serviço Vivo Assistência Casa e Auto. Com ele, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro em emergências na sua casa

Gostou de saber mais sobre as voltagens das cidades brasileiras? Compartilhe o artigo!

Nintendinho
celular de 15 reais
economizar energia na geladeira
acessórios para câmera
Troca de lâmpada após usar simulador de consumo de energia elétrica
Uso de LED no projeto de iluminação residencial