Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça as vantagens e desvantagens de trabalhar por conta própria

A- A+

O brasileiro é tido como um povo criativo e isso aparece em todas as áreas da vida, inclusive no mercado de trabalho. Essa é uma das características que ajuda a explicar por que a decisão de trabalhar por conta não para de crescer no país.

Até o final de 2014, a Secretaria de Micro e Pequena Empresa contabilizou mais de 4 milhões de cadastrados como Microempreendedor Individual (MEI) nos cinco anos de atividade do programa. São brasileiros que deixaram de lado o status de empregado com o intuito de se tornar patrão. Será que esse pode ser o caminho para você conquistar o alívio financeiro que tanto deseja?

seudinheiro-Trabalhar-por-conta

Entender o calendário do seu público-alvo é extremamente importante. Foto: iStock, Getty Images

Trabalhar por conta própria depende de você

Para Marcos Schott, coach e sócio da Inquietos Escola de Atividades Criativas, há mais vantagens do que desvantagens em trabalhar por conta. Entretanto, o profissional independente é o único responsável pelo sucesso ou fracasso do negócio. Ele listou alguns prós e contras de ser seu próprio chefe. Confira:

As principais vantagens

– Fazer sua própria agenda

– Definir seu público-alvo

– Determinar quais clientes quero atender

– Determinar o quanto vale seu produto ou serviço (em vez de deixar isso para o mercado ou o cliente).

As principais desvantagens

– Realizar tarefas para as quais não se tem muita afinidade ou capacidade técnica

– A consequência é ter de desenvolver novas capacidades ou terceirizar ou delegar tarefas.

Disciplina é regra para trabalhar por conta

O coach destaca que todas as habilidades devem ser desenvolvidas quando se quer construir algo de valor. Nesse sentido, a maior dificuldade que ele vê é a disciplina de fazer pequenas ações todos os dias para atingir algo maior. “As gerações mais jovens são, em sua maioria, imediatistas e não têm o costume de praticar a disciplina”, avalia.

Dependendo do ramo de atividade, trabalhar por conta requer uma agenda, pois pode haver muita sazonalidade. E não pense que isso vale apenas para grandes empreendimentos. Independente do porte do seu negócio, organização é fundamental. “Entender o calendário do seu público-alvo é extremamente importante na hora de fazer seu planejamento financeiro, assim como orçamentos”, sustenta Schott.

Você vai se interessar por:

Trabalhe em casa: seis ideias para aumentar a renda

Saiba como ser produtivo no trabalho home office, mas sem exageros

Mães empreendedoras têm cada vez mais espaço no mercado

Ele aponta ainda que todos, mas principalmente quem não tem uma entrada fixa mensal, devem ter um fundo de reserva para enfrentar alguma adversidade. O percentual a ser guardado depende da realidade de cada um. Parece difícil? Comece a poupar hoje mesmo.

“Se você optou por trabalhar por conta, mas é impossível guardar 20% da sua entrada mensal, isso pode gerar muita frustração e impactar negativamente no trabalho”, aponta. Por isso, ele justifica que o melhor é conhecer seus custos fixos e variáveis e economizar a quantia que deixa o profissional seguro.

Para quem está começando agora a trabalhar por conta, o coach orienta que não se gaste mais do que ganha. “Mesmo que você seja avesso a finanças, provavelmente nunca ficará no vermelho”, ensina.

E suas dicas vão além: “Hoje, vendo tantas mudanças acontecendo, invisto cada vez mais em mim”, diz. “O meu conhecimento, minha experiência e história de vida são as únicas coisas reais e que posso assegurar”, finaliza.

Pronto para o desafio de trabalhar por conta própria? Deixe um comentário!

como funciona o auxílio maternidade
como funciona o auxílio creche
como funciona o auxílio doença
o que são benefícios assistenciais
descontro de empréstimo consignado
compra consciente