Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça as regras para levar moeda estrangeira durante turismo no exterior

A- A+

Você pode ter experiência em viagens internacionais, mas, na hora de embarcar, é comum a dúvida sobre o meio de pagamento utilizado em seu período no exterior. Independentemente da quantia, você sempre terá moeda estrangeira em espécie. Mas se a intenção for carregar altos valores, é importante conhecer as regras para não ser surpreendido.

Moeda estrangeira em espécie

Em algum momento, você já deve ter se perguntado: quanto posso levar de moeda estrangeira em espécie em uma viagem de turismo? De acordo com normas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), o limite não existe, e o viajante pode viajar com quanto ele quiser em espécie.

Passaporte e moeda estrangeira

É preciso declarar valor à Receita Federal ao entrar e sair do território nacional. Foto: iStock, Getty Images

O que os órgãos determinam é a declaração para valores superiores a R$ 10 mil (dez mil reais) em espécie, cheques e/ou cheques de viagem.

Nesse caso, o viajante deve declarar o valor à Receita Federal ao entrar e sair do território nacional. A regra é válida tanto para moeda estrangeira (o equivalente aos R$ 10 mil em valor da moeda nacional) como para quantias em reais.

Não existem restrições também relativas à quantidade de moeda estrangeira que pode ser comprada em casas de câmbio, por exemplo.

Segundo informações do Banco Central, as normas cambiais não impõem um limite para esse tipo de compra, elas apenas determinam que a operação seja realizada de modo transparente, com identificação do cliente e origem da moeda nacional utilizada para o pagamento.

Em caso de compras acima de US$ 3 mil ou equivalente em outra moeda estrangeira, é necessário a formalização de um contrato.

No caso do viajante ultrapassar os R$ 10 mil em espécie de moeda estrangeira ou nacional, ele deve declarar o valor junto à fiscalização aduaneira quando estiver saindo ou entrando no país.

Para fazer isso, é preciso que ele entregue a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (DPV), cujo formulário está disponível no site da Receita Federal. Com o documento preenchido, o viajante deve dirigir-se aos postos da Receita Federal em portos, aeroportos e fronteiras, no setor de bens a declarar.

Prós e contras da moeda estrangeira

A principal vantagem de viajar com moeda estrangeira em espécie é mesmo em relação à menor taxa do IOF: 0,38% em comparação aos 6,38% cobrados em outras operações.

Outras vantagens de viajar com papel moeda em mãos é a isenção da variação cambial (você não é surpreendido pela oscilação do dólar) e um melhor controle de gastos se você estabelecer aquela quantia como a que tem para usar.

A principal desvantagem é a insegurança, já que o viajante estará com uma grande quantia de dinheiro em suas mãos. Nesse caso, a dica é se hospedar em locais que possuam cofres e sair às ruas apenas com pequenas quantidades para os gastos diários.

Você vai se interessar por:

Entenda como é calculada a conversão do dólar na fatura do cartão

Inclua o percentual do IOF nas compras no exterior ao avaliar preços

Veja como organizar as contas para ter férias tranquilas

Suas compras no exterior com segurança

Se a segurança é essencial para você, a opção para pagar por suas despesas no exterior é o cartão de crédito. Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza.

Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas sobre moeda estrangeira? Deixe seu comentário.

queda do dólar
melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet