Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça 7 dicas simples para juntar dinheiro

A- A+

Dúvidas na hora de elaborar um plano financeiro? Juntar dinheiro não é fácil, especialmente quando a pessoa já possui maus hábitos na administração da renda. Porém, com algumas mudanças no orçamento (e no comportamento), é possível conquistar diferentes metas e melhorar a qualidade de vida.

Altemir Farinhas, especialista em finanças pessoais e comportamento, afirma que estabelecer objetivos é fundamental na hora de se motivar a seguir um plano de contenção de gastos. “Por não saber o que deseja, a pessoa não tem vontade de juntar dinheiro, ao contrário daquela que almeja a casa própria, comprar um carro ou fazer uma viagem”, explica.

Juntar dinheiro é importante

Juntar dinheiro é o caminho para que seus objetivos sejam alcançados. Foto: Shutterstock

Controlando os impulsos

O especialista comenta que os principais maus hábitos que comprometem a economia são:

– Gastar o dinheiro poupado naquilo que não era sua meta

– Emprestar o dinheiro poupado para um amigo ou parente (podendo perder o dinheiro e o amigo)

– Gastar acima da renda, invertendo a proposta e indo de poupador a devedor.

Para Altemir, ter um sonho ou um objetivo contribui para mensurar quanto será preciso poupar. Além disso, serve como um motivador na hora de se privar de outros gastos supérfluos. “Esforce-se, não desanime, mantenha-se firme em seu propósito”, orienta o especialista.

“Para aqueles que não conseguem se controlar, eu recomendo a poupança forçada, que é fazer um consórcio, comprar um terreno, criar um mecanismo para retirar o dinheiro de sua conta corrente”, adiciona.

Quanto deve ser poupado?

O especialista em finanças pessoais comenta que a quantia poupada dependerá da situação de cada indivíduo, levando em conta fatores como idade e estado civil. “Quem mora com os pais, por exemplo, pode poupar a metade do seu salário, ou mais. Já quem já passou dos 60 anos não precisa fazer isso, pois talvez nem venha a usufruir de toda a sua poupança.”

Segundo o profissional, os pais de família, por sua vez, sabem que é difícil manter uma casa. Por isso, mesmo querendo poupar, muitos não conseguem. Ainda assim, pouco já é válido.

Existem vários momentos na vida, cada um influenciando na forma de juntar dinheiro. Enquanto noivos podem poupar muito para realizar o casamento dos sonhos, um empreendedor pode reinvestir seus ganhos objetivando o crescimento de seu negócio.

O especialista comenta que a poupança é o primeiro degrau dos investidores. “Depois, recomendo olhar o Tesouro Direto, fundos de investimentos, letras hipotecárias, letras de crédito imobiliário e outros investimentos”, elenca Altemir.

Quer saber quais são os 7 passos para juntar dinheiro? Continue a leitura em Vivo Mais Saudável, onde você também encontra muitas outras dicas sobre saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Confira também

 

O controle financeiro pessoal e o futebol
Casal melhora as finanças pessoais
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label