Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Conheça 4 tipos de piscina e avalie qual instalar

A- A+

Nos dias mais quentes do ano, nada como um banho de piscina para refrescar. Mas, para isso, é preciso ter uma piscina em casa e mantê-la sempre limpa. Variando de materiais, tamanhos e tratamento de água, os diferentes tipos de piscina se igualam em apenas um fator: exigem tempo e dinheiro para serem aproveitados da maneira correta.

Tipos de piscina

Resistência, durabilidade e custo de instalação e manutenção devem ser avaliados. Foto: iStock, Getty Images

Os principais tipos de piscina

Não sabe que piscina escolher para a sua casa? Conheça os principais tipos e considere as suas características antes de decidir pela instalação.

Azulejo

As piscinas de azulejo são as mais seguras no ponto de vista da manutenção. As chances de quebrar são poucas e, como têm base de concreto, não há riscos de furar. Elas são feitas com base acimentada e revestidas com pastilhas, unidas por rejunte antifúngico.

Além disso, são mais flexíveis. Você pode construí-la no tamanho e no formato que quiser.

O problema é que elas também dão mais trabalho. Exigem um serviço completo de engenheiros e pedreiros, já que é uma verdadeira obra. O escavamento do terreno é mais profundo e os revestimentos precisam ter alta qualidade.

Segundo levantamento da Engevil, empresa de engenharia de piscinas, esse tipo de piscina pode custar até R$ 30 mil.

Fibra de vidro

Do ponto de vista econômico, a piscina de fibra de vidro é a melhor entre os modelos fixos, por ser a mais barata. As informações da Engevil indicam que uma versão média – de 4m de largura, 8 metro de comprimento e 1,5 metro de profundidade – sai por aproximadamente R$ 10 mil, contando com a instalação.

Pelo ponto de vista prático, porém, elas não são tão vantajosas. Não há como modificar formatos ou tamanhos. Você tem de escolher o que já existe e, às vezes, pode não encontrar o que precisa.

O transporte também é citado como uma dificuldade, principalmente se é preciso passar com a piscina por dentro (ou mesmo por cima) da casa.

Vinil

O vinil é uma opção de revestimento mais barato para quem deseja um piscina concretada. Segundo os dados divulgados pela Engevil, esse modelo sai por cerca de R$ 22 mil. Uma das suas vantagens é que a superfície é lisa, diferente dos tipos de piscina que têm revestimento de azulejo. Além disso, ela tem rápida execução na obra.

Mas o vinil é um material pouco resistente. Elementos cortantes, como as fivelas de um biquíni, já são suficiente para rasgar o revestimento e fazer com que a água vaze e infiltre no concreto.

Outro fator é que ela precisa de um caminhão-tanque para que seja enchida rapidamente. Caso contrário, o material pode enrugar.

Plástico

Não existem tipos de piscina que sejam mais práticos do que esse. A piscina de plástico, que pode ser inflável ou de armação, fica acima do chão e pode ser colocada e tirada sempre que você quiser. Também é a mais barata. Em sites como o Vivo Compras você encontra modelos de 10 mil litros por até R$ 2 mil.

A durabilidade, no entanto, não é o ponto forte desses modelos. A lona plástica pode rasgar com facilidade e causar o vazamento da água por todo o terreno, invadindo até o espaço interno da casa. A pouca profundidade também inviabiliza mergulhos, saltos e permite apenas que você fique sentado dentro da água.

Custos de manutenção

Exceto as versões plásticas, que podem ter filtros móveis e permitem a troca de água com facilidade, todos os outros tipos de piscinas exigem uma manutenção cuidadosa, principalmente nos períodos de verão, em que a frequência de banhos aumenta. Cloro, algicidas, clarificantes e outros produtos de limpeza devem ser administrados periodicamente.

Segundo a HTH, uma das principais empresas de produtos para piscinas do mundo, são cinco os itens básicos. Para a limpeza da borda, cada litro de produto custa cerca de R$ 10. Os ajustadores de pH saem por R$ 13 o litro. O cloro sai um pouco mais caro. Cada balde de 10 quilos custa R$ 100. Algicidas e clarificantes têm valores de R$ 15 por litro, cada um.

Esses produtos duram por mais de um mês para todos os tamanhos e tipos de piscina, portanto, a soma desses valores não corresponde ao custo mensal da manutenção.

Considerando a limpeza dos rejuntes das piscinas de azulejo, os reparos nos modelos de fibra e as trocas de vinil que são necessárias, é possível gastar cerca de R$ 100 reais por mês para manter a qualidade do produto.

Você vai se interessar por:

Assistência para sua casa

Para se proteger de qualquer emergência em sua casa, é importante contar com o serviço Vivo Assistência Casa e Auto. Com ele, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas para comprar piscina? Compartilhe!

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro