Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira um passo a passo para planejar financeiramente a gravidez

A- A+

Não restam dúvidas de que a chegada de um filho é um momento marcante e, na maioria das vezes, a realização de um sonho. Mas é importante que o casal não se deixe levar apenas pela emoção e acabe contraindo dívidas. Para se preparar bem para esse momento, confira neste artigo um passo a passo para planejar financeiramente a gravidez.

Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez

Chegada do bebê exige planejamento financeiro para não comprometer orçamento. Foto: iStock, Getty Images

Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez

Organize suas contas para a chegada da cegonha com esse passo a passo para planejar financeiramente a gravidez.

1. Economize antes de engravidar

Via de regra, os papais começam a juntar dinheiro quando recebem o resultado positivo para a gravidez. Mas a lição número 1 é começar a fazer uma reserva dois anos antes da data pretendida para a concepção, mesmo sabendo que pode demorar um pouquinho mais.

A chegada de um bebê consome em torno de 30% da renda de um casal, mas é necessário levar em consideração que muitos gastos começam já na gestação.

2. Considere os gastos com saúde

É normal que as futuras mamães se preocupem com a decoração do quarto e com as roupinhas, enquanto os pais tendem a pensar em valores maiores, como escolinha e fraldas, entre outros. No entanto, as despesas já começam na gestação, com o acompanhamento pré-natal. Muitas vezes, é necessário investir em alimentação especial, o que pode encarecer um pouco.

3. Invista em plano de saúde antes

Também é fundamental investir em um plano de saúde com antecedência. Um erro comum é aderir a um plano somente após confirmar a gravidez. O que muitos não sabem é que o prazo de carência para partos geralmente é de um ano. Nesse caso, é preciso pagar o parto particular ou optar pelo SUS, dependendo da reserva financeira do casal.

4. Aproveite o chá de bebê

É importante fazer uma lista dos itens que precisa para solicitar os tradicionais presentinhos do chá de bebê. Muitas mamães têm solicitado – de forma muito inteligente – apenas fraldas. Afinal, um pacote de qualidade custa mais caro que outros itens do enxoval, como roupinhas. E lembre-se que o bebê usará fraldas por cerca de dois anos. Por isso, melhor pedir uma quantidade menor de tamanhos P e M, optando por mais pacotes tamanho G.

5. Otimize a decoração

Lembre-se que o seu bebê vai crescer rápido. Você pode fazer uma decoração caprichada, usando poucos itens e muita criatividade. Optar por pintar as paredes – em vez de papel de parede, por exemplo – sai muito mais em conta. Quanto aos móveis, prefira tons neutros e sem estampas, pois facilita muito na hora de vender ou mesmo de reaproveitar, caso pretenda ter outro filho dentro de alguns anos.

Você vai se interessar por:

Segurança para sua família

Para se precaver e garantir mais segurança para você e sua família, além de estar atento `s necessidades de economia, você pode conhecer os seguros de acidentes pessoais e vida, oferecidos pela Vivo, em parceria com a ACE Seguradora.

A contratação garante minutos grátis para falar de Vivo para Vivo nos finais de semana, além de sorteios mensais pela loteria federal. Tudo isso com a comodidade de pagar o seguro através da fatura do celular.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou desse passo a passo para planejar financeiramente a gravidez? Compartilhe as dicas!

O controle financeiro pessoal e o futebol
vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
vale a pena economizar
dividir aluguel com alguém
quando vale a pena ter cartão de credito