Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira os melhores destinos para não sofrer com o câmbio desfavorável

A- A+

Muitos dos países mais visitados por brasileiros estão caros demais com a desvalorização do real diante do euro e do dólar. Por isso, é bom olhar para outras partes do mundo nessa hora: alguns dos melhores destinos turísticos têm um custo de vida inferior ao Brasil e são boas opções para fazer o seu dinheiro render no exterior.

Como escolher os melhores destinos

Com pesquisa e planejamento, é possível aproveitar o melhor da gastronomia, cultura e acomodações locais sem ter de se preocupar e fazer contas a cada momento para o orçamento não estourar.

Considere ainda que o preço das passagens varia de acordo com a oscilação do câmbio, mas o custo da estada pode compensar um voo mais caro do que aquele com destino para a Europa ou para os Estados Unidos, quando você pode precisar poupar em cada refeição e visita turística.

melhores-destinos

Com o real desvalorizado em relação ao dólar e ao euro, destinos na América do Sul ganham força. Foto: iStock, Getty Images

Melhores destinos com o real desvalorizado

Com a ajuda de Beto Conte, diretor da agência de viagens STB no Rio Grande do Sul, selecionamos cinco opções de viagem em que o câmbio local é favorável ao turista brasileiro.

Peru

Consagrado entre os viajantes internacionais, o Peru é um dos melhores destinos para aproveitar o câmbio favorável, apresenta as fantásticas ruínas de Machu Picchu e toda uma história e tradição da cultura inca ímpar no mundo.

É ideal para quem busca uma viagem cultural. Também é possível mergulhar na tradição da colonização espanhola e aproveitar a boa culinária peruana a um custo relativamente baixo. A capital Lima, na costa do Oceano Pacífico, é uma das mais bonitas e agradáveis da América do Sul. Também há a vantagem de voos diretos para o país.

Melhores destinos

Machu Picchu, uma visita imperdível no Peru. Foto: iStock, Getty Images

Guatemala

Em geral, os países da América Central estão entre os melhores destinos para quem busca custo relativamente baixo e uma série de belezas naturais e passeios pelo legado arquitetônico e cultural das civilizações pré-colombianas.

Conte sugere a visita à Guatemala, país de ruínas maias e mercados indígenas, aliados a parques nacionais com belos lagos e vulcões. Em geral, voos para o Panamá são a porta de entrada para outros destinos na região.

Melhores destinos

Artesanato típico é destaque em visita à Guatemala. Foto: iStock, Getty Images

África do Sul

O país alinha áreas cênicas e culturais, como a Cidade do Cabo e Johanesburgo, com as belezas naturais e roteiros ecológicos de outras partes do continente africano.

Com preços semelhantes e inferiores ao Brasil em termos de acomodação e alimentação, a África do Sul é um dos melhores destinos para quem procura desde bons restaurantes e atrações culturais a safáris e mergulhos com tubarões.

melhores destinos

Belezas naturais são destaque na Cidade do Cabo, na África do Sul. Foto: iStock, Getty Images

Índia

Para quem desejar ir um pouco mais longe, Conte sugere a Índia, país pelo qual pode se viajar muito barato. Mas ele alerta: é preciso ter disponibilidade e coragem para enfrentar as peculiaridades da região: clima severo e cidades caóticas, que oferecem ao mesmo tempo uma cultura milenar e belezas naturais únicas.

melhores destinos

Taj Mahal é cartão-postal frequente em visita à Índia. Foto: iStock, Getty Images

Sudeste asiático

Em destinos como Tailândia, Malásia, Indonésia, é possível viajar, se alimentar e ficar em hotéis a um custo bem abaixo do Brasil. Além de culturas totalmente diferentes, oferecem praias fantásticas e modernas metrópoles, ideal para quem está na rota de destinos alternativos.

Melhores destinos

Praias da Tailândia estão entre as mais belas do mundo. Foto: iStock, Getty Images

Quais são os seus melhores destinos de viagem? Deixe suas dicas nos comentários!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
queda do dólar
como lidar com a avareza
viagens econômicas pelo Brasil
preço do dólar turismo
o que é fluxo cambial