Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira o valor da cesta básica em Boa Vista

A- A+

Se você faz compras ao menos uma vez por mês, certamente reparou que os preços do supermercado não param de subir. O valor da cesta básica em Boa Vista foi de R$ 396,88 em maio, uma alta de 3,13% em comparação ao mês anterior, conforme pesquisa do Dieese. De janeiro a maio, os preços subiram 9,06%.

Valor da cesta básica em Boa Vista em alta

Das 27 capitais pesquisadas, 17 registraram alta nos preços. A capital de Roraima apresenta preços intermediários para os produtos básicos quando comparada à capital mais cara (São Paulo, com R$ 449,70) e à mais barata (Rio Branco, com R$ 335,31).

Valor da cesta básica em Boa Vista

Produtos básicos custam em torno de R$ 396,88 na capital de Roraima. Foto: iStock, Getty Images

Um outro cálculo realizado pelo Dieese mostrou que, na média geral, seria necessário contar com uma renda de R$ 3.777,93 para dar conta das despesas familiares em um mês – incluindo transporte, vestuário, moradia, alimentação, educação, saúde, higiene, limpeza e previdência – que é 4,29 vezes mais do que o salário mínimo nacional, hoje em R$ 880,00.

Saiba como organizar suas finanças

Se você não sabe como “esticar” seu salário para acompanhar a alta dos preços, veja algumas dicas de educação financeira.

  • A lição básica é organizar seu orçamento doméstico, de modo que os valores que entram e que saem sejam registrados. Nesse caso, a planilha é a melhor ferramenta, seja ela digital ou mesmo feita com papel e caneta.
  • É importante inserir na sua planilha uma previsão de gastos futuros como IPVA, IPTU, renovação da carteira de habilitação, rematrículas escolares. Emfim, tudo o que for previsível deve entrar na sua lista para que você possa se organizar melhor.  
  • Depois de visualizar seus gastos mensais, é preciso fazer uma análise do seu consumo – tanto nos gastos fixos quanto nos variáveis. Em seguida, veja o que se pode cortar ou reduzir.
  • É fundamental que, ao menos no primeiro mês, você registre até mesmo os pequenos gastos  – como aquele cafezinho comprado na padaria. As somas miúdas consomem uma boa fatia do orçamento mensal de forma quase imperceptível.
  • Passado o momento do registro de gastos e do diagnóstico, vem a fase mais difícil, que é a de cortar efetivamente alguns gastos. A dica é começar pelos supérfluos, como assinaturas de revista, por exemplo.
  • Este é o momento de readequar seu orçamento, estabelecendo prioridades. Se você é focado em tecnologia – sobretudo por motivos profissionais – dê prioridade às contas de telefone, internet, e reduza o valor mensal para vestuário, por exemplo.

Seguindo esses passos, você conseguirá uma sobra de dinheiro que pode ser realocada ou mesmo reservada para emergências. É ideal que se guarde ao menos uma parte para garantir uma segurança financeira.

Você vai se interessar por:

Crédito Bonificado Governo: vantagens para você

Se você é cliente Vivo e participa de algum programa de estímulo à nota fiscal em seu estado ou município, pode trocar os créditos por recargas Vivo, tanto no Pré-Pago quanto no Plano Controle. E o melhor: com o Crédito Bonificado Governo, você ainda ganha um bônus que dobra o valor do crédito, aumentando o benefício. Não perca tempo e faça seu cadastro: é rápido e sem nenhuma tarifa.

> Crédito Bonificado Governo: Troque valores em nota fiscal por créditos Vivo

Viu como economizar no dia a dia para que o valor da cesta básica em Boa Vista não seja um peso no orçamento? Compartilhe.

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Saiba como ganhar uma renda extra com aluguel
seudinheiro-Compras-de-supermercado
não consigo pagar o aluguel
trabalho temporario no canadá