Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira 6 dicas para melhorar a sua saúde financeira

A- A+

Mesmo para quem possui uma renda estável e não costuma ter problemas com dinheiro, estar atento à saúde financeira é prática fundamental para garantir que a falta de controle dos gastos não se torne um problema no futuro. Com alguns cuidados, fica mais fácil conhecer as suas despesas e entender como os seus ganhos são utilizados no dia a dia. Assim talvez sobrem mais recursos para realizar aquela viagem internacional com a família toda ou comprar um carro importado.

Saúde financeira exige planejar

Ainda que você possua dinheiro disponível no banco e as dívidas estejam longe da sua realidade, iniciar um planejamento financeiro é tarefa importante. Como explica o educador financeiro Ricardo Pereira, com um controle elaborado é mais simples fazer com que a decisão da compra se torne racional.

Quando as finanças pessoais não são avaliadas, gastos por impulso são mais frequentes e as chances de problemas econômicos é maior. Sem conhecer o seu consumo mensal, é difícil saber se o dinheiro ainda será suficiente daqui a alguns meses. A descrição parece familiar? Então talvez esteja na hora de começar a organizar o seu orçamento.

Controlar o orçamento é fundamental mesmo para quem possui uma renda estável.  Foto: iStock, Getty Images

Controlar o orçamento é fundamental mesmo para quem possui uma renda estável. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para manter a saúde financeira

1. Faça planilha de gastos

Tenha em um documento do computador ou escrito em um papel todos os seus gastos mensais. No Vivo Seu Dinheiro, por exemplo, é possível encontrar planilhas que fazem os cálculos para você. Assim, você consegue controlar tudo o que está gastando e o que irá sobrar por mês.

Impostos como IPTU, IPVA e gastos como material escolar devem estar descritos na tabela. Mas não esqueça de também anotar itens como os lanches fora de casa, as compras na padaria e tudo aquilo que você consome na sua rotina. Esses detalhes fazem toda a diferença no resultado final dos seus gastos.

2. Planeje os seus sonhos

Para que novos sonhos possam ser a acrescentados entre as suas contas, é preciso planejar. Defina objetivos e faça orçamentos que permitam compreender qual é o volume de dinheiro necessário para chegar até eles. Feito isso, separe o valor e evite que ele seja gasto de outra forma.

“Ter uma vida financeiramente estável é um exercício constante. O fundamental é trabalhar com a ideia de que é importante guardar um percentual da renda para o futuro, criando uma reserva para emergências, guardar uma parte para a realização dos objetivos futuros e o que sobrar para manter o estilo de vida”, exemplifica Pereira. Essa atitude, além de deixar você mais programado e com a saúde financeira em dia, ajuda a entender onde o dinheiro vai ser aplicado, prevenindo problemas com gastos extras e desnecessários.

3. Cuide para não exagerar nas compras parceladas

Parcelar as compras pode parecer tentador, mas também dificulta o controle dos gastos. Se você possui dinheiro disponível, nada melhor do que pagar à vista e aproveitar os descontos oferecidos. Tudo, é claro, depende do valor a ser investido. Resolveu optar por dividir tudo em prestações? A dica do educador financeiro é que as dívidas devem ser controladas e contabilizadas, para que não existam surpresas ao longo do tempo.

4. Guarde 10% do salário

Sobrou dinheiro no fim do mês? Não o encare como um valor que ainda pode ser gasto. O ideal é que se reserve pelo menos 10% da renda para guardar no banco. Investida, a quantia aplicada rende juros e evita o consumo desnecessário, que acontece apenas porque há recursos disponíveis.

5. Seja objetivo nas compras

Na hora de fazer compras, sempre pense no que você realmente precisa. Pereira entende que o principal controle é o orçamento mensal, em que fica claro o padrão de vida. As compras devem ser planejadas de forma que se evite o endividamento. Por isso, elabore listas de supermercado e avalie o valor de cada item antes de comprar em dobro só porque ele está em promoção. O mesmo vale para produtos adquiridos em lojas de roupas ou eletrodomésticos, por exemplo.

6. Converse com a sua família

De nada adianta fazer um planejamento se nem todos os membros da família estiverem envolvidos. Uma conversa franca e detalhada pode evitar desavenças e fazer com que a saúde financeira permaneça em dia. Comente quais são os gastos mais pesados e discutam formas de otimizar a renda. Assim, a sua família descobre para onde está indo o dinheiro de forma clara e confiável, conquistando a saúde financeira que você quer e precisa.

Segurança para você e para a família

Quer evitar gastos surpresas com emergências? Então conheça o Seguro Acidentes Pessoais da Vivo. O serviço oferece seguro de proteção pessoal que conta com coberturas por morte acidental, invalidez permanente total por acidente ou invalidez permanente total por acidente em veículos particulares, táxis ou pedestres

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou das dicas sobre saúde financeira? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Casal melhora as finanças pessoais
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label