Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira 5 dicas para você pagar menos Imposto de Renda

A- A+

Ainda pode faltar bastante tempo para que os contribuintes prestem contas à Receita Federal, mas se organizar desde cedo é a melhor alternativa para quem deseja pagar menos Imposto de Renda.

Para não ter erro, a dica é conhecer todas as despesas que podem ser deduzidas e reunir os documentos o quanto antes. Mas você sabe quais são os gastos que podem ser incluídos para desconto ou restituição?

Pagar menos Imposto de Renda ajuda nas contas.

Com organização e informação sobre seus direitos, você pode pagar menos IR. Foto: Shutterstock

5 deduções para pagar menos Imposto de Renda

1. Dependentes

A primeira dica para quem deseja pagar menos Imposto de Renda é deduzir um limite anual de até R$ 2.156,52 por dependente, que pode ser:

– Companheiro com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de cinco anos ou ainda seu cônjuge

– Filho ou enteado de até 21 anos de idade

– Filho ou enteado de até 24 anos, que esteja cursando o ensino superior ou escola técnica de segundo grau

– Irmão, neto ou bisneto de até 21 anos, de quem o contribuinte tenha guarda judicial

– Irmão, neto ou bisneto com idade entre 21 e 24 anos, de quem o contribuinte detenha guarda judicial e que esteja cursando o ensino superior ou escola técnica de segundo grau

– Pais, avós e bisavós que recebam rendimentos de até R$ 21.453,23 no ano

– Menor (até 21 anos) que o contribuinte tenha a guarda judicial

– Pessoa incapaz da qual o contribuinte seja tutor ou curador.

2. Educação

Os gastos com educação podem ser descontados em um limite individual de até R$ 3.374,83, incluindo ensino infantil, fundamental, médio, superior e profissional.

Mas atenção: só podem entrar na conta o valores de mensalidade e anuidade. Ou seja, uniforme, transporte e material didático ficam de fora da lista.

3. Despesas médicas

Quando o assunto é a saúde, são descontadas as contas relacionadas a cuidados médicos ou de hospitalização, independente da especialidade. Isso inclui desde dentistas e fisioterapeutas até serviços radiológicos e próteses ortopédicas e dentárias.

Nesse caso, é exigida a comprovação a partir do receituário médico ou odontológico e nota fiscal que esteja com o nome do beneficiário.

4. Previdência complementar

A dedução ocorre em um limite de até 12% da renda tributável do contribuinte que tenha destinado parte de sua renda para a previdência privada. Porém, é preciso que escolha a modalidade PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e declare o modelo completo, no qual é possível identificar as deduções.

5. Pensão alimentícia

Só podem ser deduzidos os valores de pensão alimentícia que tenha sido determinada por decisão judicial ou acordo homologado judicialmente. Vale lembrar que, quem paga pensão, não pode incluir o filho como dependente na hora de fazer a declaração.

Você vai se interessar por:

Perdeu o prazo da Declaração de Imposto de Renda 2015? Veja o que fazer

Extrato da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física revela pendências

Imposto de Renda: veja dicas para não errar na declaração

Monitore seu CPF

Se você quer ficar sabendo de tudo o que acontece com o seu CPF de forma instantânea, o Vivo Alerta CPF pode ajudar. O serviço, oferecido pela Vivo em parceria com a Serasa Consumidor, envia um SMS sempre que seu CPF for consultado, alterado ou quando você estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para pagar menos Imposto de Renda? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças