Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Confira 5 dicas para quem não sabe como pedir desconto

A- A+

Em tempos de crise econômica e inflação crescente, qualquer trocado faz diferença para fechar as contas no fim do mês. Mesmo assim, muitos brasileiros ainda têm vergonha de pechinchar e não sabem como pedir desconto na hora de fazer compras.

Mulher não sabe como pedir desconto

Habilidade de negociar descontos nas compras pode ser aperfeiçoada com a prática. Foto: Shutterstock

Aprenda como pedir desconto e economize

Apesar de o brasileiro ser o líder do ranking latino-americano de pechincha, segundo estudo recente do Data Popular, muitos ainda não sabem como pedir desconto. Se você é um deles, confira as dicas do educador financeiro Antônio Nascimento e economize.

1. Seja um negociador

Nunca demonstre muito interesse pelo produto. Assim, o vendedor não saberá sua verdadeira intenção. Inicie a negociação mostrando que a média entre as propostas representa aquilo que você está realmente disposto a pagar.

Se possível, pesquise e leve a proposta do maior concorrente. Essa é uma ótima maneira de conseguir um bom desconto.

Faça isso pelo menos umas três vezes até chegar ao limite. Há sites de comparação de preços, como o Vivo Compras, onde é possível ter uma boa ideia de qual preço começar a negociar.

Em negociações complicadas, nas quais a margem do vendedor é pequena, um desconto de 5% não é um percentual a se desprezar. Já nas negociações mais fáceis, com margem maior, um valor interessante para se abater fica entre 15% e 35%.

Mas se tudo isso ainda não for suficiente para chegar a uma negociação favorável, a saída pode ser solicitar o atendimento de um supervisor ou de um gerente. Muitos descontos não são conseguidos com o vendedor, mas com pessoas de cargo acima dele, que têm maior poder de mexer no preço.

2. Planeje-se com antecedência

Planejar-se com antecedência ajuda a acumular os valores necessários para a aquisição do bem, mas também pode evitar que se tenha que gastar um valor alto de uma só vez.

Um exemplo são os impostos de início de ano. Não seria mais tranquilo se, mensalmente, ao longo do ano, reservasse uma parte do valor do orçamento para quitar essas despesas fixas?

Vale o mesmo tipo de planejamento também para datas comemorativas, como o Dia dos Pais e o Dia das Mães, além das comemorações de fim de ano.

3. Escolha o momento certo de comprar

Às vezes, esperar alguns dias faz a diferença no valor do produto desejado. Precisamos identificar esses momentos para não pagarmos mais pelo mesmo produto.

4. Prefira pagar à vista

Pagando à vista, é possível ter mais oportunidades de conseguir bons descontos na hora da compra. Quando se tem a quantia total em mãos, costuma haver mais chances de conseguir melhores preços.

Outra dica é sempre desconfiar do “juro zero”. Apenas em último caso, quando realmente não for conseguido algum desconto e não há custos escondidos, pode-se optar pelo pagamento parcelado para lucrar, aplicando o valor total que seria destinado à compra em algum investimento.

5. Cuidado com as promoções

Muita gente se contagia pelo clima de “consumismo” e compra qualquer coisa que estiver em oferta, mesmo que o produto não sirva para absolutamente nada. Um exemplo são as promoções do tipo “leve 4, pague 3”.

Esse é um erro muito comum e representa um dos principais motivos que levam as pessoas a fechar o mês com saldo no vermelho

Serviço mostra como pedir desconto

Pensado para quem não sabe como pedir desconto, seja por vergonha ou qualquer outro motivo, é que foi criado o Personal Pechincha.

O serviço abrange todas as etapas de uma negociação, desde o plano estratégico, a pesquisa, até a obtenção de descontos. Não há custo de contratação, mas o serviço é taxado mediante o sucesso da operação.

Para Cristiane Colussi Vieira, criadora do projeto, muitos consumidores têm vergonha de pechinchar, o que se mostra uma bobagem, pois os preços variam e o desconto é sempre possível, não importa o lugar.

Os usuários costumam recorrer à ferramenta para negociar os serviços do casamento, mas também há procura para os custos de construção, decoração, financiamento de carro, de casa e renegociação de aluguel, por exemplo. De acordo com Cristiane, dependendo dos casos, pode-se economizar até 35% em relação ao orçamento inicial.

Você vai se interessar por:

Bom desconto ao seu alcance: confira 5 dicas

Conheça famosos que fazem compras com cupons de desconto e siga o exemplo

Comprar com desconto exige atenção do consumidor

Descontos em cupons

A Vivo oferece um serviço de cupons de desconto, com redução nos preços de produtos de diversas empresas. Para ter acesso ao Vivo Descontos, é só fazer o cadastro no site e esperar pelo código de confirmação, enviado por SMS.

Feito isso, as ofertas estarão disponíveis, de forma gratuita, durante uma semana. Após esse período, basta pagar uma taxa de R$2,99 por semana e seguir tendo acesso a todas as promoções disponíveis no site.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Aprendeu como pedir desconto? Compartilhe essas dicas!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular