Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Comprovante de pagamento do IPVA e licenciamento precisam ser guardados

A- A+

Ter um veículo – seja carro ou motocicleta – é uma mão na roda. Mas também exige muita responsabilidade com os documentos. Como qualquer tipo de dívida tem um prazo de prescrição, é bom arquivar certos documentos por um período, como precaução. O comprovante de pagamento do IPVA e licenciamento é um deles.

Por quanto tempo guardar o comprovante de pagamento do IPVA

O comprovante de pagamento do IPVA, independentemente de ser carro ou motocicleta, deve ser guardado pelo período de um ano. O mesmo vale para outros documentos ou encargos que fazem parte desse pacote, como o seguro obrigatório.

comprovante-de-pagamento-ipva

Documentos devem ser guardados em um lugar seguro para eventual necessidade. Foto: iStock, by Getty Images

Além do comprovante de pagamento do IPVA, também se deve guardar:

Licenciamento: Este documento, que é a autorização oficial do veículo para rodagem, deve ser guardado pelo período de um ano. Depois disso, ele perde a validade e é substituído por um novo.

Multas: As multas de trânsito devem ser guardadas pelo período de dois anos, independentemente da sua natureza e por qual esfera ela foi aplicada – municipal, estadual ou federal.

Certificado de compra e venda: Dentro do rol dos documentos que precisam ser mantidos (além do comprovante de pagamento do IPVA) o certificado de compra e venda do veículo também tem grande importância. Ele deve permanecer com o proprietário até que o bem seja vendido ou trocado.

Notas de serviço: Não há referência de tempo mínimo para guardar notas de serviços ou produtos referentes ao veículo. Mas assim como o comprovante de pagamento do IPVA atesta que a documentação do carro está em dia, as notas fiscais de serviços e melhorias realizadas servem como um histórico do carro ou moto na hora de vendê-los.

Quando se adquire um veículo zero quilômetro, por exemplo, as primeiras revisões são todas realizadas na autorizada, o que garante a qualidade do serviço. Guardar esses comprovantes de revisão é muito importante.

Da mesma forma, ao longo do tempo o proprietário vai fazendo a manutenção do veículo, ou até mesmo inserindo itens novos, que podem até valorizar o bem. Como comprovar sem as notas? Quando se coloca, por exemplo, um acessório original  é interessante comprovar isso na hora da venda, até mesmo para tentar conseguir um preço melhor.

O mesmo vale para a colocação de acessórios como ar condicionado, pneus novos – nesse caso, a marca interessa bastante. A mudança de combustível, como a migração para o gás natural veicular (GNV), também precisa ser documentada.

Gostou das dicas de comprovante de pagamento do IPVA? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria