Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Comprar ou construir um imóvel? Avalie o que é mais válido para você

A- A+

O sonho da casa própria faz parte da vida dos brasileiros, mas alcançá-lo depende da escolha de um caminho vantajoso. Entre comprar ou construir um imóvel, questões como burocracia, gastos e o tempo despendido entre o investimento e a moradia, efetivamente, devem ser levados em consideração.

Se você está diante desse dilema, saiba que é importante colocar na balança o que cabe no seu projeto de vida.

comprar ou construir

Construção permite imóvel personalizado, mas processo costuma ser mais longo. Foto: iStock, Getty Images

Comprar ou construir: como se decidir

A conquista de uma moradia própria representa uma mudança significativa. Esse passo para a independência, que também é sinônimo de segurança, depende de investimento financeiro. A movimentação de altas quantias, em função de um projeto duradouro, exige planejamento por parte das famílias.

A dúvida entre comprar ou construir é comum nessa etapa. Mesmo que as duas envolvam volumes semelhantes de investimento, em um base inicial, os riscos, as decorrências, obrigações e preocupações são diferentes.

Se uma obra cobra flexibilidade financeira para possíveis imprevistos, a compra de uma casa pronta pode mostrar falhas e defeitos com o tempo, sem garantia de reparos.

Para o presidente do Sindicato da Habitação (Secovi-RS) e da Associação Gaúcha de Empresas do Mercado Imobiliário (Agademi), Moacyr Schukster, seja para comprar ou construir, o primeiro passo é pesquisar.

Em qualquer época, o interessado deverá cotejar orçamentos”, diz o especialista. É através dessa comparação entre os valores, levando em consideração as possíveis variações futuras, que se pode descobrir o que é mais vantajoso.

Custos envolvidos nas duas modalidades

A decisão de comprar ou construir depende daquilo que você está disposto a ceder. Segundo Schukster, a aquisição de um imóvel pronto envolve menos cálculos e riscos de imprevistos financeiros, pois o preço final está decidido e resta apenas acrescentar os custos com a transmissão da propriedade, incluindo o ITBI, tabelionato e Registro de Imóveis.

Já na construção, o processo começa com a avaliação de custo do terreno, passa por uma orçamentação minuciosa e deve ser finalizado com um exame cuidadoso da obra quando acabada. É desse modo que você consegue projetar um imóvel personalizado, que tenha exatamente aquilo que você deseja e que faça valer o custo.

Schukster avalia que, atualmente, a compra de imóveis é uma boa opção para investimento financeiro. Embora os preços acompanhem a inflação, o momento é de freio na alta. Como existe uma boa oferta de propriedades no mercado, é possível negociar descontos atraentes para a transação.

Considere também prazos e burocracia

Em longo prazo, o profissional afirma que não há diferenças tão significativas no custo final, mas faz ressalvas. “Acrescente-se que o tempo acaba por engolir algum excesso na compra, principalmente em períodos inflacionários, exceto, é claro, se a compra for com financiamento externo”, alerta.

Do ponto de vista burocrático, comprar ou construir envolvem seus detalhes próprios, mas a construção costuma exigir um processo mais longo e demorado, avalia Schukster.

A explicação é simples: além das burocracias para atendimento à legislação, também há negociações com a empresa responsável pela obra e a verificação constante da qualidade do serviço executado.

Você vai se interessar por:

Financiamento é opção para construir e ter a casa própria

Como controlar orçamento de obra ao construir ou reformar

Construção do imóvel sai mais barato que comprar pronto

Proteção para seu patrimônio

Se você é cliente Vivo e quer garantir a proteção do seu imóvel, pode contratar um seguro residencial que garante, entre outras coberturas, amparo contra incêndio, raio e explosão. A apólice garante o pagamento de uma indenização, quando ocorrer danos à sua residência ou ao seu conteúdo.

O seguro ainda cobre prejuízos decorrentes de roubo ou furto qualificado, de problemas causados por danos elétricos e Responsabilidade Civil Familiar.

> Seguros para seus bens: Garanta proteção contra incêndio, raio, danos elétricos, roubo e furto

E você? Está decidido a comprar ou construir? Deixe seu comentário.

investir em imóvel na planta vale a pena
crédito para financiar casa própria
inflação do aluguel
investir em imóveis
casa para família numerosa
casa dos sonhos