Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Comprar apartamento na planta: será que vale a pena?

A- A+

Você está decidido a investir na casa própria e comprar apartamento na planta surge como opção para economizar. Mas será que realmente vale a pena? No mínimo, a escolha exige alguns cuidados.

É preciso lembrar que esse tipo de empreendimento ainda é um projeto, sujeito a imprevistos. Ou seja, assumir riscos e estar disposto a mudar os seus planos pode fazer parte do pacote.

Comprar apartamento na planta é opção para economizar.

Pesquise o histórico da construtora ou incorporadora responsável pela obra antes da compra. Foto: Shutterstock

Desvantagens de comprar apartamento na planta

Ao começar a construção de um prédio ou condomínio e iniciar a venda dos apartamentos, a construtora define um prazo para que as chaves sejam entregues. O problema é que, no caminho, sempre há a chance de que a falta de verba, os problemas climáticos ou mesmo a má administração dos recursos atrasem as etapas da obra.

O resultado é a soma de mais alguns meses no início, outros depois e, quando você percebe, já precisa arrumar alternativa de moradia para tudo que estava planejado. No fim de contas, o desgaste pode ser inevitável.

Outro risco é adquirir um apartamento que você só viu através de maquetes e projeções. Por mais fiéis que elas sejam, nem sempre permitem que você saiba exatamente como vai ficar a disposição das peças na prática, alerta o corretor de imóveis Edmar Dantas Silva Junior, que mantém um blog sobre o assunto.

Comprar apartamento na planta exige atenção

Para quem deseja comprar apartamento na planta, a saída é estar atento. O primeiro cuidado é pesquisar o histórico da construtora ou incorporadora responsável pela obra.

Se possível, converse com outros clientes e descubra como foi a experiência que eles tiveram. Pergunte sobre prazos, respeito aos termos que faziam parte do contrato e também, é claro, sobre a qualidade da construção.

Para não ter erro sobre a sua escolha, vale preferir os projetos que contam com um modelo decorado para visitação do público. Nesse momento, aproveite para analisar a disposição dos cômodos e o seu tamanho.

É comum, por exemplo, que os possíveis compradores fiquem encantados com o conjunto e esqueçam de visualizar no espaço sem a decoração, pensada em detalhes.

Mas o maior problema costuma ser o prazo de entrega. Para garantir os seus direitos, esteja atento às datas estipuladas no contrato, que pode ter uma margem de erro de 180 dias.

“Em caso de atraso, o comprador pode exigir o cumprimento forçado da obrigação da construtora, aceitar um produto ou serviço equivalente ou rescindir o contrato com direito a restituição do valor pago, perdas e danos corrigidos monetariamente”, indica Dantas.

Você vai se interessar por:

É um bom momento para comprar imóvel? Faça as contas e descubra

Saiba como organizar as finanças pessoais para comprar o primeiro imóvel

Veja como projetar plantas de casa na internet

Segurança para sua nova casa

Decidido a comprar apartamento na planta? O próximo passo é garantir que ele fique protegido. Com o Seguro Residencial Vivo, você recebe pagamento de indenização quando ocorrer danos à sua residência ou ao seu conteúdo em decorrência de incêndio, raio e explosão. Além disso, está protegido também contra roubo e furto qualificado de bens.

O serviço, em parceria com a seguradora ACE, ainda oferece praticidade no pagamento, que pode ser realizado na mesma fatura mensal do seu celular.

> Seguros para seus bens: Proteção da sua casa até sua bolsa, mochila e carteira

Você tem uma boa dica para quem vai comprar apartamento na planta? Comente!

preço de imoveis começa a cair
inflação do aluguel
investir em imóveis
direitos do inquilino
preços dos imóveis mais caros de SP
preço de imóveis mais caros do RJ