Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Comprar a prazo pode ser vantajoso? Descubra

A- A+

O cartão de crédito é uma das principais formas de pagamento utilizada no mundo inteiro. Só no Brasil, o número chega a quase 52 milhões de usuários, segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o portal Meu Bolso Feliz. Não é à toa que as compras a prazo também são cada vez mais comuns.

Mas você sabe diferenciar quando vale a pena recorrer ao parcelamento ou então fazer o pagamento na hora, à vista? Diferente do que muitos imaginam, ter mais tempo para pagar nem sempre significa uma vantagem. Para fazer a escolha certa, é preciso saber o que levar em conta.

Quando comprar a prazo vale a pena

Optar pela compra à vista ou a prazo não é uma escolha que depende apenas das condições oferecidas no momento da compra. Ela varia também de acordo com o seu orçamento e a maneira como o planejamento financeiro está organizado.
Para Altemir Farinhas, palestrante especialista em finanças pessoais, quando o controle das finanças é mantido organizado, com espaço para economia, a compra a prazo não vai ser um peso e permite contar com um celular novo, por exemplo, mesmo que nem todo o dinheiro esteja disponível no momento.
Em outros casos, a loja não consegue oferecer descontos para quem paga na hora e o parcelamento é oferecido sem juros. Ou seja, a compra a prazo passa a ser a sua melhor alternativa, mas exige alguns cuidados. O primeiro deles, lembra Farinhas, é verificar a presença de taxas que já estejam embutidas na parcela.
Além disso, não esqueça de anotar o preço a ser pago em cada parcela e evite acumular mais prestações durante esse período. Afinal, a sobreposições de contas pode tornar mais difícil o pagamento e anular as vantagens que você conseguiu.
Comprar a prazo sem juros pode ser bom negócio. Foto: Shutterstock

Quando o desconto não é significativo, pagar a prazo no cartão de crédito é opção que pode ser mais vantajosa. Foto: Shutterstock

Quando pagar à vista

Há outros momentos, porém, em que o parcelamento ou mesmo só quitar a dívida 30 dias depois não é a melhor opção para o seu bolso. É o caso de ofertas promocionais, que costumam estar disponíveis apenas para quem deseja pagar à vista.
Em um exemplo prático, considere a compra de um refrigerador que custa R$ 1 mil, com 10% de desconto para quem quitar o valor na hora. Com o desconto, o preço a ser pago passa a ser R$900. Como o preço ainda é alto, é comum recorrer ao parcelamento para que o dinheiro seja descontado aos poucos.
O problema é que, mesmo que esse valor estivesse aplicado na poupança, o rendimento não chegaria próximo à dedução conseguida. No fim de contas, vale mais a pena pagar à vista, mesmo que seja necessário poupar um pouco mais durante o mês.
> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Você também está na dúvida sobre quando pagar a prazo? Comente!

metas de curto médio e longo prazo
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
vale a pena economizar