Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Companhias aéreas de baixo custo: por que não engrenam no Brasil?

A- A+

Se você já viajou para a Europa, certamente custou a acreditar no baixo custo das passagens aéreas para transitar entre os países do Velho Continente. Na maioria das vezes, uma passagem para outro país, em terras europeias, custa infinitamente menos que uma passagem de ônibus para ir de um Estado a outro no Brasil.

Para dar um exemplo claro da diferença, é possível comprar uma passagem de ida e volta de Berlim, capital alemã, para Amsterdã, capital holandesa, por US$ 75 (equivalente a R$ 225). Para uma passagem apenas de ida de Porto Alegre (RS) a Brasília (DF), de ônibus, o valor é de R$ 367.

baixo-custo

O preço competitivo pode ajudar a realizar o sonho de conhecer a Europa. Foto: iStock, by Getty Images

 

viBaixo custo x infraestrutura brasileira

Um dos empecilhos para a decolagem das companhias aéreas de baixo custo no Brasil é a baixa concorrência. Essa é a argumentação que Carlos Ozeres, consultor de temas aeronáuticos da IFC International, apresentou em entrevista à BBC Mundo.

Outra condição que propicia o baixo custo na Europa é o uso de aeroportos menos movimentados, que cobram menos das empresas de aviação, e eles são escassos no Brasil. “Na Europa, os pequenos aeroportos estão espalhados por toda parte, enquanto na América Latina os aviões precisam pousar nos aeroportos internacionais”, sustenta o consultor.

O modelo pioneiro dos voos com passagens de baixo custo surgiu nos Estados Unidos, com a  empresa Southwestern. Deu tão certo que, logo depois, foi copiado ainda em solo americano. O modelo europeu, que começou a funcionar na década de 1990, é inspirado nesse sistema.

Passagens de baixo custo na América Latina

Ainda não se pode contabilizar muitas companhias aéreas de baixo custo na América Latina, mas alguns dados são surpreendentes. O maior pedido já feito por uma empresa latina para a francesa Airbus (fabricante de mais da metade de aviões de passageiros do mundo) não veio de uma das gigantes da aviação.

A recordista em aeronaves na região foi a VivaAerobus, uma companhia especializada em voos curtos entre a Cidade do México, Monterrey e destinos próximos. Em 2013, a empresa solicitou 52 unidades do modelo A320.

O preço competitivo de passagens pode ajudar a realizar o sonho de conhecer a Europa, sobretudo em tempos em que o Euro tem baixado seu valor, comparativamente ao Real. É possível conhecer mais lugares gastando menos – sobretudo no transporte.

É claro que em uma companhia desse modelo não há toda a mordomia das grandes, com lanches inclusos e opção de despachar uma grande quantidade de bagagens. Mas vale a pena.

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

viajar para a Turquia
viagens econômicas pela Europa
como economizar na limpeza
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Homem procurando uma casa de família para deixar seu cachorro.
Homem consertando o próprio carro e fazendo o pedido de produtos automotivos.