Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como ter mais tranquilidade no controle das finanças no lar

A- A+

Gastar menos do que se ganha. Essa é a regra básica da educação financeira. Seguindo essa dica, você não terá problemas com cheque especial, multas pelo atraso no pagamento de contas e não precisará ir atrás de empréstimos. Organizar as finanças no lar é o caminho para viver no azul e blindar o orçamento doméstico. Mas como ter sucesso nessa missão?

Cuidando das finanças no lar

Restringir as idas ao supermercado e ser objetivo nas compras é boa estratégia. Foto: iStock, Getty Images

Aumente o controle sobre as finanças no lar

Em tempos de crise, situações variadas indicam que o orçamento precisa de ajustes para não prejudicar as despesas básicas da família. Muitas vezes, não estamos no controle por causa da falta de atenção e não percebemos que gastos antes comuns agora devem ser cortados.

Essas medidas são necessárias para não gerar novas dívidas e preocupações com o cumprimento de obrigações importantes, como escola, alimentação e moradia. Veja o que você pode fazer:

  • Priorize itens chamados de despesas fixas – e que costumam pesar mais no bolso.
  • Anote seus gastos diários e os analise após cada mês.
  • Pratique alguma estratégia para poupar, como o Método do Pote.
  • Elimine as compras diárias em supermercados.
  • Alimente-se em casa para economizar e reestabelecer as finanças no lar.
  • Não descarte, por exemplo, fazer uma horta em casa para economizar ainda mais.
  • Calcule quanto você precisa para se deslocar, comparando as opções, como automóvel, moto, ônibus, metrô, táxi, Uber, bicicleta ou carona.

Agora, coloque tudo no papel, some e descubra quanto você economizaria com simples mudanças de hábitos. Vale a pena, não é mesmo?

Respeite os seus limites financeiros

Um outro sinal de que o orçamento doméstico está em risco é quando você digita a senha do cartão de débito e no dispositivo aparece transação não aprovada. Significa que você já ultrapassou até o limite e não tem mais recursos no banco.

Certamente, não respeitou a regra que lhe preserva deste tipo de situação: você gastou mais do que recebeu e lá está você de novo no vermelho, assim como suas finanças no lar. É uma bola de neve. Interrompa esse modo de vida.

Quer outro sinal de descontrole? Ele aparece quando você só consegue quitar a parcela mínima do cartão de crédito – e, às vezes, nem isso dá para pagar sem solicitar empréstimo. Pare de tirar daqui para tapar ali, pois acaba sempre alguma parte descoberta.

O cartão de crédito é ótimo para quem sabe usá-lo. Com planejamento, ele pode ser um aliado na sua rotina. Use-o quando você tem a reserva para quitá-lo. Mas, de preferência, junte o valor para comprar à vista o que você precisa.

Já em relação às dívidas, trate de renegociar de maneira que as parcelas possam ser quitadas dentro das suas condições.

Como você pode ver, controlar as finanças no lar requer disciplina e metas alcançáveis. Estabeleça seus objetivos mês a mês e siga-os à risca. Depois, quando a crise passar, você vai até poder comemorar por ter enfrentado esse período com a conta no azul.

Você vai se interessar por:

Crédito emergencial ao seu alcance

Se a dificuldade financeira atrapalha até mesmo operações básicas do dia a dia, como a sua comunicação, é possível contar com um serviço que garante o saldo no celular. Com o Vivo Crédito Antecipado Voz você pode solicitar uma recarga emergencial de R$ 3 para falar e enviar SMS para todo o Brasil. O valor é descontado automaticamente da sua próxima recarga ou da fatura da sua conta Controle.

> Crédito Antecipado de Voz: Garanta R$ 3 de crédito até a próxima recarga do celular pré-pago

E você, como gerencia as finanças no lar? Deixe seu comentário!

quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
gazebo dobrável
melhor forma de economizar
como economizar na limpeza
aplicativos para economizar no supermercado