Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como proceder em caso de suspeita de clonagem de cartão

A- A+

O cartão de crédito é uma ferramenta cada vez mais presente no nosso dia a dia. Usamos o plástico para tudo, desde para pagar aquele lanche na padaria até parcelar grandes compras. Os benefícios do plástico são grandes, mas o consumidor precisa tomar cuidado com uma preocupação cada vez mais constante: a clonagem de cartão.

Clonagem de cartão significa que o plástico teve seus dados e códigos roubados por terceiros para a realização de saques e compras indevidas. O roubo das informações pode acontecer de diversas formas: via internet ou mesmo uso de máquinas de cartão adulteradas.

Identificando a clonagem de cartão

A clonagem de cartão pode ser identificada por meio de extratos de contas ou fatura do plástico. É importante que o consumidor verifique regularmente esses meios de consultas para identificar o quanto antes operações irregulares.

clonagem-de-cartao

O roubo de informações pode acontecer via internet. Foto: iStock, by Getty Images

Em caso de qualquer suspeita de clonagem de cartão, o consumidor deve entrar em contato imediatamente o banco ou operadora do plástico e parar de usá-lo. É preciso que o consumidor anote e guarde o número do protocolo de atendimento, a data da conversa e nome do atendente.

Outra medida necessária é pedir o bloqueio e cancelamento do cartão e solicitar uma nova emissão da fatura sem as cobranças relativas ao golpe. É aconselhável ainda que, após, a confirmação da clonagem por meio de extratos, o titular do cartão faça um boletim de ocorrência (B.O.) informando sobre a fraude. O B.O. facilita o ressarcimento do prejuízo.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), em caso de clonagem de cartão, todas as movimentações realizadas com o mesmo são de responsabilidade do banco ou operadora. Sendo comprovada a fraude, o consumidor tem direito a ser ressarcido.

Quando a clonagem é comprovada e o ressarcimento não é realizado, o consumidor pode recorrer ao Procon ou entrar com ação no Juizado Especial Cível (JEC). Procurar o Banco Central também pode ser uma alternativa viável para a recuperação do prejuízo em virtude do golpe.

Você vai se interessar por: 
Teste: Minha senha do cartão é segura?
Entenda como funcionam os chips de segurança do seu cartão
Desbloquear cartão é simples: entenda como fazer

Cuidados para não sofrer clonagem de cartão

Com o aumento do uso do plástico para compras realizadas na internet, o número de reclamações de clonagem de cartão é cada vez maior. O consumidor pode, no entanto, adotar algumas práticas que diminuem o risco de fraudes e golpes.

A primeira delas é nunca emprestar o cartão para terceiros. O plástico é de uso pessoal e intransferível. Em compras realizadas em ambiente online, por meio de sites e aplicativos, o consumidor precisa estar atento aos símbolos de segurança contidos nas páginas. Eles garantem uma transação segura.

Nunca digite a senha do cartão no presença de estranhos. Fique atento a quem está ao redor e não deixe ninguém ver os botões digitados. Por fim, nunca perca seu cartão de vista. Sempre acompanhe o plástico quando pagamento não puder ser realizado onde você se encontra.

> Cartão de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas de clonagem de cartão? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
juros cobrados no cartão de crédito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet