Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como planejar e implantar uma redução de custos nas empresas

A- A+

A saúde financeira de uma empresa passa por uma boa gestão. Para equilibrar as contas, antes de pensar em como aumentar o faturamento, que tal começar gastando menos? Existem várias maneiras de conseguir uma redução de custos nas empresas. Com as dicas certeiras e uma atitude proativa, você chega lá.

Debate sobre a redução de custos nas empresas

Ter uma equipe mais enxuta e produtiva é uma das boas dicas para reduzir custos. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para a redução de custos nas empresas

Primeiro, é preciso entender que uma empresa tem dois tipos de gastos: os custos fixos e os variáveis. A sua natureza é completamente diferente, e cada um vai demandar estratégias diferentes para que seja possível economizar.

Como reduzir os custos variáveis

Os custos variáveis de uma empresa são aqueles que oscilam de acordo com a produção. Como exemplo, matéria-prima comprada por uma indústria, comissão de vendedores e insumos como água e energia, quando utilizados diretamente na produção.

Ou seja, são despesas que aumentarão quando a produção e as vendas aumentarem, e vice-versa.

Por isso, quando os custos variáveis são altos, isso não costuma ser um problema. Afinal, estarão acompanhados por um faturamento maior.

O que é possível para a redução de custos nas empresas é diminuir a proporção entre o gasto por um produto ou serviço e o seu preço de venda. Para isso, a melhor maneira é agregar valor ao bem comercializado.

Isso se faz criando novos produtos ou atualizando os tradicionais, de maneira que seja possível cobrar mais por eles, sem necessariamente aumentar os custos de produção. Assim, o mesmo faturamento poderá ser alcançado com uma produção menor. Ou seja, os custos variáveis cairão e a margem de lucro aumentará.

Outra maneira de diminuir os custos variáveis sem mexer no faturamento é procurando novos fornecedores. Faça uma pesquisa de mercado e tente descobrir se não há matéria-prima ou produtos da mesma qualidade por um preço menor. Se fizer questão de manter a parceria com os atuais fornecedores, apele para a confiança entre vocês e tente reduzir o preço.

Como reduzir os custos fixos

Os custos fixos são aqueles que dizem respeito às contas que devem ser pagas para manter a atividade administrativa da empresa, como o seu quadro de funcionários e a sua estrutura física. Eles não sofrem alteração conforme o ritmo da produção ou das vendas.

Os principais exemplos de custos fixos são a folha de pagamento, o aluguel, manutenção, limpeza, segurança e energia elétrica. É claro que eles sofrem reajustes periodicamente, mas são considerados fixos porque estão menos sujeitos a alterações provocadas pela oscilação do mercado e pelo desempenho da produção e das vendas.

Para diminuir os custos fixos, portanto, uma boa maneira de começar é reavaliando a sua estrutura. Você pode mudar de escritório, alugando um espaço menor ou em uma zona mais barata. Se fizer isso, tome cuidado para não desagradar os funcionários, ao submetê-los a um espaço de trabalho menos cômodo e mais distante.

Despesas com segurança, limpeza, manutenção e outros serviços que podem ser incluídos na categoria dos custos fixos talvez não sejam muito altos, mas, se você conseguir acordos melhores aqui e ali, na soma, poderá ter um bom alívio no orçamento.

Restam agora os custos com a folha de pagamento, que merecem um capítulo à parte.

Reduzindo custos com pessoal

Na maioria das empresas, os custos do pagamento do salário dos funcionários e encargos trabalhistas são os mais onerosos entre os fixos.

Você não vai conseguir diminuir os vencimentos de um trabalhador contratado com carteira assinada, então, a melhor maneira de conseguir uma redução de custos nas empresas mexendo na folha salarial é tornando a sua equipe mais enxuta.

Essa é sempre uma questão muito sensível, porque ninguém gosta de demitir funcionários. Mas, se sua empresa estiver com um lucro baixo e você fizer uma avaliação e notar que é possível produzir o mesmo com menos gente, por que não? A ideia é simples: melhorar a produtividade.

Para isso, repense seus processos de gestão do tempo e de projetos, para ter uma ideia melhor de quantos recursos humanos são necessários para cada atividade.

Como todo esse rigor poderá desagradar a equipe, combine isso a uma política de metas por desempenho, que premie os funcionários mais eficientes, proporcionando um ótimo estímulo para que a todos rendam mais.

Você vai se interessar por:

Gostou das dicas sobre redução de custos nas empresas? Compartilhe o conteúdo!

como se relacionar com as pessoas no ambiente de trabalho
Usando o poder da mente para ficar rico
Cuidando da organização financeira mensal
Calculando custo e preço de venda
Aprendendo como calcular capital de giro de uma empresa
Aprendendo como fazer planejamento tributário de uma empresa