Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como ingressar no mercado de trabalho em 4 passos

A- A+

Ingressar no mercado de trabalho é difícil tanto para quem está começando a faculdade quanto para quem está prestes a concluir o Ensino Superior. Mas, mesmo sem grande experiência, não adianta ficar esperando aquele empurrãozinho.

Para auxiliar os marinheiros de primeira viagem, a professora Talita Raquel de Oliveira, coordenadora do MBA de Gestão em Recursos Humanos da Unisinos, aponta a seguir como se destacar em quatro processos diferentes de sua busca por colocação no mercado de trabalho.

Ingressar no mercado de trabalho não é fácil.

Experiências da vida acadêmica podem ajudar a se colocar no mercado. Foto: iStock, Getty Images

Passo a passo para ingressar no mercado de trabalho

1. Currículo

Mesmo que você nunca tenha trabalhado, há outras experiências que podem ser descritas no currículo. Um exemplo é a participação voluntária em grupos de igrejas, em atividades de associações comunitárias, monitorias de escola, ajuda ao professor e grupos de estudo.

“A questão central é como vender isso no currículo e na entrevista”, explica Talita. Ela acredita que o entusiasmo e a proatividade devem estar claros na quantidade e qualidade das atividades expostas no currículo e na entrevista. “Buscar estágios também é uma ótima opção. Entretanto, no início de carreira não se pode escolher muito. Toda experiência conta.”

2. Imagem

O cuidado com a imagem é essencial. Tanto na parte física – utilizando roupas discretas e poucos acessórios – quanto nas redes sociais. “Hoje em dia, as empresas pesquisam o nome do candidato no Google e no Facebook. Então, se você tem algum processo judicial ou se brigou com alguém virtualmente, a empresa saberá”, destaca.

Outra questão importante é que a vida estudantil é a primeira rede de relacionamento. “É importante manter uma relação saudável com colegas e professores, tanta na escola quanto na faculdade”, aponta a professora.

3. Autoconhecimento

Um questionamento capaz de aterrorizar até candidatos mais experientes durante a entrevista é quando o recrutador pede que fale mais a seu próprio respeito. “É essencial que a pessoa se conheça, saiba quais são seus pontos fortes e como os utilizou para alcançar os resultados positivos”, ensina.

Conhecer os pontos negativos também é importante, conforme sustenta a professora, pois então você saberá o que é necessário desenvolver. “Falar a respeito de nós mesmos significa abordar a vida pessoal e profissional. Essa resposta pode ser treinada com alguém da sua confiança.”

4. Informação

Uma das principais dificuldades enfrentadas pelos candidatos ao primeiro emprego, segundo Talita, é a imaturidade e a insegurança – geralmente, por não saber bem o que se quer.

Para amenizar esses pontos fracos, a dica é buscar informações sobre as profissões que os interessam. E, principalmente, estarem dispostos ao trabalho e a reconhecer seus pontos fracos, sempre buscando o autodesenvolvimento.

Você vai se interessar por:

Pague contas com praticidade

Para quem busca um bom controle de sua vida financeira no início de carreira, uma conta pré-paga pode ser a solução. O Vivo Zuum é uma conta corrente inteiramente gerenciada por um aplicativo de celular, com o qual se pode pagar boletos, fazer transferências e até recargas de celular. Se preferir adquirir um cartão Vivo Zuum, é possível fazer saques e compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas para ingressar no mercado de trabalho? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria