Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como implantar a organização financeira mensal na sua empresa

A- A+

A movimentação do caixa de uma empresa não difere muito das finanças pessoais: todo mês, entra e sai dinheiro. Para não correr o risco de ver o seu negócio no vermelho, o segredo é manter um equilíbrio entre os gastos e despesas, tendo uma organização financeira mensal bem planejada e sempre atualizada.

Manter o controle do orçamento, seja em casa ou no seu empreendimento, exige disciplina e tempo, mas é fundamental para o sucesso e prosperidade de qualquer negócio.

Cuidando da organização financeira mensal

Manter o controle das finanças é fundamental para a longevidade da empresa. Foto: iStock, Getty Images

Passos básicos da organização financeira mensal

Uma das dicas mais importantes para manter uma boa organização financeira mensal é dispor de alguma ferramenta que auxilie no controle das entradas e saídas de dinheiro da empresa.

Seja em uma planilha ou software específico para isso, todas as movimentações financeiras do mês devem constar na relação: receitas, despesas, contas a pagar, contas a receber, empréstimos, reembolsos, rendimentos ou desvalorizações de investimentos, entre outras.

Esse amplo controle, também chamado de fluxo de caixa, deve ser atualizado constantemente. Apesar de exigir muita disciplina, é a garantia que o empreendedor tem para não tomar decisões equivocadas que acabem comprometendo o orçamento. Ter total conhecimento das receitas e despesas é essencial para a saúde financeira da empresa.

Mas a organização financeira mensal precisa de mais. Como etapa seguinte, é válido definir um período que irá prever e controlar. Por exemplo, escolha os próximos 12 meses.

Depois, separe as receitas e despesas que são fixas daquelas que não são, o que permite prever períodos futuros e identificar quais custos podem ser cortados, se necessário. Assim, também é possível saber o valor que deve ser destinado para cada categoria de gastos, evitando imprevistos.

Após ter um planejamento completo e em longo prazo, com a previsão de todas as entradas e saídas registradas, a segredo é manter a disciplina e os dados sempre atualizados.

Fuja dos erros mais comuns

Um dos principais erros da organização financeira mensal é justamente não manter os controles com regularidade. Por falta de tempo e preocupação com atividades operacionais da empresa, muitos empreendedores acabam iniciando um processo, mas deixando-o de lado com o tempo.

O resultado, como era de se esperar, são contas acumuladas e planilhas desatualizadas, até que o desequilíbrio aparece na saúde financeira da empresa e prejudica diretamente os rendimentos.

Outro fator que exige atenção especial são aqueles gastos que, apesar de anuais, devem ser previstos todo o mês. Essa medida permite que, ao chegar o período dos pagamentos, o valor já esteja reservado. Exemplos são 13º salário e férias dos colaboradores, além de impostos e taxas.

Todas as despesas, por menores que sejam, devem fazer parte da organização financeira na empresa. Aqueles gastos em dinheiro, que são ignorados e não registrados por serem de valor aparentemente irrisório, podem comprometer a saúde financeira ao longo de um ano, principalmente de pequenas empresas.

Você vai se interessar por:

 

Que tal as dicas de organização financeira mensal para sua empresa? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria