Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como funciona um empréstimo para servidor público

A- A+

Atualmente, não faltam no mercado empresas oferecendo empréstimo para servidor público. Com tamanha oferta, o consumidor pode acreditar se tratar de modalidades diversas. Na realidade, apesar das diferentes propagandas, estamos falando do já famoso crédito consignado.

Precisa de empréstimo para servidor público

Antes de buscar um empréstimo, tente uma reorganização completa das finanças. Foto: iStock, Getty Images

Consignado é empréstimo para servidor público

Esse tipo de empréstimo para servidor público se coloca como a opção mais barata de crédito, pois conta com menores taxas de juros, justamente pelo fato de ser descontado na folha de pagamento do trabalhador. Neste sentido, o consignado tem larga vantagem em relação aos demais.

No início deste ano, muitos municípios começaram a trabalhar com um tempo maior para o pagamento dos empréstimo desse tipo. Mas fique alerta: a novidade, comemorada por muitos servidores, pode não ser tão boa assim. Os especialistas alertam que esticar demais o financiamento pode ser arriscado, uma vez que compromete parte da sua renda por mais tempo.

Ao longo do tempo, outras necessidades financeiras podem surgir – como um problema de saúde ou um encanamento quebrado – e você pode voltar a precisar de dinheiro. Justamente por isso, o mais correto é evitar prestações longas.

Organize seu orçamento em 5 etapas

A única forma de evitar empréstimos é cuidando minuciosamente do seu orçamento. Veja algumas dicas para manter a conta bancária longe do vermelho.

1. Registre seus dados

Para fazer um diagnóstico financeiro, o primeiro passo é anotar o seu rendimento líquido e todos os seus gastos, separados entre fixos e variáveis. Veja o quanto sobra e o que pode ser eliminado ou reduzido.

2. Encontre o ralo financeiro

Visualizando seus gastos, fica mais fácil identificar onde você está gastando mais dinheiro. Para ter mais sucesso, é melhor anotar os pequenos gastos – como o cafezinho ou o lanche na padaria – pois muitas vezes são as pequenas somas que levam a um rombo no orçamento.

3. Reduza despesas

Se o dinheiro sempre falta no fim do mês, não há dúvida de que você está gastando mais do que pode. Não hesite em cortar despesas supérfluas e repensar seu padrão de vida. O ideal é viver de acordo com a sua realidade financeira.

4. Converse com a família

Se você tem filhos, é impossível reduzir as despesas sem fazer um esforço conjunto. Os educadores financeiros indicam uma conversa aberta para falar dos problemas financeiros e da necessidade de diminuição de gastos.

5. Poupe

O ideal é separar em torno de 10% do orçamento mensal para construir uma reserva financeira. Se não puder poupar essa quantia, separe o que puder. Esse recurso pode ser a salvação em caso de emergência.

Você vai se interessar por:

Acesso garantido à tecnologia

Na hora que faltar dinheiro, para fazer uso da tecnologia e não ficar sem saldo, é importante estar com a recarga em dia no seu celular. Você sabia que a Vivo possui um serviço de seguro de recarga, que pode fazer a diferença na hora em que você mais precisar? Em parceria com a Zurich Seguros, a empresa oferece o plano Recarga Garantida. O pagamento mensal de R$ 4,99 dá direito a R$ 80 em crédito no celular em caso de desemprego.

> Vivo Recarga Garantida: Assegure R$ 80 de carga no celular pré-pago em caso de desemprego

Você também tem uma boa dica sobre empréstimo para servidor público? Compartilhe!

como funciona o auxílio maternidade
como funciona o auxílio creche
como funciona o auxílio doença
descontro de empréstimo consignado
compra consciente