Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como fazer um laudo técnico: passo a passo para não errar

A- A+

O laudo técnico é um relatório emitido para demonstrar, com base em conhecimento especializado, as condições de determinada situação ou produto. Em geral, esses documentos são requeridos para diagnosticar problemas, servindo como uma ferramenta de amparo para quem é leigo no assunto.

Laudo técnico exige capacitação

Em primeiro lugar, é preciso entender que não são todas as pessoas podem assinar laudos técnicos. Para que o documento seja legítimo, é necessário que o profissional seja um perito e possua capacitação comprovada no assunto.

De nada adianta, por exemplo, emitir um lado técnico de insalubridade e periculosidade se o profissional não for um Médico ou Engenheiro do Trabalho devidamente registrado nos órgãos competentes.

Sem conhecimento e especialização na área que pretende analisar, o profissional não poderá criar um parecer correto a respeito do assunto, nem conseguirá atender às exigências da norma da profissão – CREA, OAB, CRM, etc.

Laudo técnico

Laudos técnicos só podem ser emitidos por peritos devidamente capacitados. Foto: iStock, Getty Images

Os diferentes tipos de laudo

Na maior parte dos casos, os laudos técnicos são requeridos a engenheiros ou a empresas de consultorias. Entre os tipos de laudo mais comuns no cenário brasileiro, é possível apontar:

Laudo Ergonômico: analisa as condições de trabalho dos setores administrativos e produtivos das empresas

Laudo Técnico de Insalubridade e Periculosidade: avalia os riscos do ambiente de trabalho para a saúde do trabalhador

Laudo Técnico Normativo: considera os aspectos legais, e pode ser utilizado para qualquer situação

Laudo Elétrico: analisa a segurança e a conformidade das instalações elétricas

A lista continua de forma indefinida, já que é possível emitir laudos para praticamente qualquer situação, das condições de segurança de um elevador à conformidade na instalação de um corrimão nas escadas de emergência de um edifício.

Como elaborar um laudo técnico

A seguir, você confere um passo a passo para criar um laudo técnico. Entenda, porém, que as informações servem apenas como uma referência do que costuma ser exigido. Cada órgão e conselho fiscalizador estabelece suas próprias diretrizes e padrões, então é fundamental ficar atento às especificidades e pesquisar os modelos exatos com antecedência.

Dividimos o laudo técnico em três partes:

Formatação

– Formato do papel: A4

– Tamanho da fonte: 12

– Fonte: Times New Roman ou outra letra serifada

– Espaço: 1,5 cm

– Margem superior: 2,5 cm

– Margem inferior: 2,5 cm

– Margem direita: 2,5 cm

– Margem esquerda: 3,5 cm

Estrutura

– Capa

– Falsa folha de rosto: deve conter apenas o título do laudo

– Verso da folha de rosto: errata ou informações adicionais.

– Folha de rosto: nome do técnico ou perito, título do laudo, data e local

– Sumário

– Lista de tabelas, gráficos, siglas e abreviações

– Desenvolvimento: o conteúdo do laudo

– Anexos

– Conclusão

– Resumo final

Você vai se interessar por:

Pesquisa de situação fiscal informa sobre eventuais pendências
Comportamento de consumo tende a crescer apesar da crise, aponta relatório
Acompanhar o extrato bancário é fundamental para sua saúde financeira

Conteúdo

– Identificação do cliente e da parte conflitante, caso exista

– Identificação do elemento que dá origem ao laudo, seja um imóvel, aparelho eletrônico, local insalubre ou perigoso, obra irregular, situação, automóvel, etc.

– Histórico da situação na visão do cliente

– Histórico da situação na visão do provocante, caso exista

– Relação de todos os documentos, certidões, relatos que foram usados para avaliação técnica do objeto, local ou situação

– Relato detalhado da vistoria do local ou objeto, com as fotos anexadas

– Conclusão técnica sobre os fatos acontecidos ou da situação a ser esclarecida

– Conclusão final

– Resumo final contendo número de folhas, anexos, assinaturas do profissional e do cliente

Com esse guia, você conseguirá elaborar um laudo com bastante propriedade, mas isso não significa que o documento será aceito pelos órgãos fiscalizadores. Mais uma vez, fica o recado: procure os conselhos para entender as exigências específicas de cada área.

E você, tirou suas dúvidas sobre o laudo técnico? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria