Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como fazer compras de itens usados com segurança

A- A+

A aquisição de itens usados é uma alternativa não somente aos preços inflacionados pela crise econômica. É uma forma de consumo consciente, evitando o descarte de um produto ainda em condições de uso. Mas é importante atentar para alguns detalhes ao fazer compras, para evitar aborrecimentos mais tarde.

Com os altos preços atualmente praticados, comprar sapatos, livros, discos, eletrônicos, roupas, móveis, artigos de decoração e até mesmo brinquedos de segunda mão pode ser uma saída econômica. O que muitos não sabem é que os direitos são praticamente os mesmos de quem compra um item novo.

É importante estar atento para alguns detalhes ao fazer compras.

Ao comprar roupas usadas, preocupação deve ir além do gosto pela peça. Foto: iStock, Getty Images

5 dicas para fazer compras em brechós e sebos

Quando o objetivo é fazer compras de itens usados nas lojas físicas – brechós ou sebos – tudo pode ficar mais fácil. Veja como tornar essa experiência ainda mais agradável.

Nota fiscal

Não são somente os itens novinhos em folha que devem ser registrados em nota fiscal. Na compra de itens usados, você também deve exigir esse documento. Até porque é a única comprovação para a garantia, se necessário.

Garantia

Sim, produtos usados também têm direito à garantia. Por isso, guarde a nota ao fazer compras para assegurar o seu cumprimento.

Defeitos

Qualquer tipo de defeito no produto que está sendo adquirido deve ser descrito detalhadamente na nota fiscal. Nesse caso, não há direito à reclamação posterior.

Trocas

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, quando o defeito é aparente, o prazo para reclamação é de 30 dias para produtos não duráveis e 90 dias para os duráveis. Não havendo uma peça igual à que você comprou, pode escolher um outro tipo de produto no valor equivalente, ou pagar a diferença caso opte por um mais caro.

Cheques

O estabelecimento comercial tem autonomia para definir as formas de pagamento que aceitará. Contudo, não pode fazer exigência de tempo mínimo de abertura de conta para os cheques. Por outro lado, ele não é obrigado a aceitar cheques de terceiros.

Cuidados ao fazer compras de usados na internet

A compra virtual, muito utilizada por meio de brechós, sebos e uma infinidade de aplicativos, também merece seus cuidados. Confira direitos e dicas de prevenção ao fazer compras nesses espaços:

Desistência

Todo comprador de um produto virtual pode desistir em até sete dias, contando da data da aquisição ou do recebimento do produto.

Segurança

A compra por meio de aplicativos que funcionam de forma semelhante às redes sociais pode dar margem a pessoas mal intencionadas. Por isso, evite expor muitos dados pessoais.

Nota

Além disso, exija nota fiscal do bem que está adquirindo. É a garantia de que o item que você está comprando não é roubado.

Você vai se interessar por:

Como conseguir descontos

Uma forma de conseguir valores melhores é aproveitando os cupons de descontos das lojas. Trata-se de um artifício do comércio, que aposta em ofertas exclusivas para fidelizar seus clientes. Hoje em dia, essa estratégia passou a ser virtual. Justamente por isso, você não precisa mais ir de loja em loja pegar os cupons.

Há sites especializados que fazem isso por você, como o Vivo Descontos. Com esse serviço, você tem direito a cupons de desconto e promoções em restaurantes e lojas das melhores marcas do Brasil. Na primeira semana, não paga nada e, após o fim desse período, é cobrado R$ 2,99 por semana.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Gostou das dicas para fazer compras seguras de itens usados? Compartilhe!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
emprestimo urgente para negativado
como conseguir desconto na compra de livros
reembolso no cartão de credito
como entender a fatura do cartão de crédito