Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como consultar tabela do INSS de anos anteriores

A- A+

Quem pensa em se aposentar ou usufruir de qualquer outro direito relacionado ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) precisa estar em dia com as contribuições. Mas se você não está, nem tudo está perdido. A instituição disponibiliza a tabela do INSS de anos passados, que serve como parâmetro para as contribuições atuais.

Tabela do INSS indica percentual de contribuição

No site da Previdência é possível verificar as últimas alterações na tabela do INSS (ela é atualizada periodicamente), que servem de base para muitos cálculos. Basta checar a faixa salarial onde você se enquadrava na época que está em aberto o verificar, ao lado, o percentual de contribuição sobre o salário.

Em alguns períodos, a tabela do INSS contou com uma alíquota reduzida para salários e remunerações de até três salários mínimos, em função do artigo 17 (inciso 2) da lei 9.377, que instituiu a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Direitos de Natureza Financeira).

Foto: Ministério da Previdência Social, Divulgação

A instituição disponibiliza a tabela do INSS de anos passados. Foto: Ministério da Previdência Social, Divulgação

Quem deve consultar a tabela do INSS

A tabela do INSS disponível no site da Previdência é referente à contribuição de segurados empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos. O material encontrado na web informa o percentual de contribuição a partir de 2005.

Você vai se interessar por:
Saiba quais são os valores da tabela do INSS 2015 e como usá-la
Entenda os direitos de quem parou de contribuir com INSS
Saiba qual é o teto do INSS 2015

É interessante lembrar que trabalhadores com mais de um vínculo empregatício devem somar seus salários para o correto enquadramento na tabela, respeitando o limite máximo, que hoje é de R$ 4.663,75.

O pagamento de décimo terceiro salário não é somado à remuneração mensal para enquadramento nas faixas de salário de contribuição. A alíquota referente a estes valores devem ser aplicadas em separado.

Conforme informações do INSS, atualmente o segurado empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso que ganha acima de um salário mínimo também deve levar em conta as faixas de contribuição.

As alíquotas são de 8% para quem ganha até R$ 1,399,12. Desse valor até 2.331,88, a alíquota passa para 9%, e daí até 4.663,75 o percentual é de 11%. Já para o empregador, a alíquota é sempre de 12%, independentemente da faixa salarial da tabela do INSS.

Gostou das dicas de tabela do INSS? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

como funciona o auxílio maternidade
como funciona o auxílio creche
como funciona o auxílio doença
como funciona a aposentadoria por invalidez
descontro de empréstimo consignado
compra consciente