Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como calcular o tempo de contribuição para o INSS

A- A+

Existem várias formas de se aposentar por meio da Previdência Social: aposentadoria especial ou por invalidez, idade ou tempo de contribuição. Cada uma delas tem suas próprias regras. A aposentadoria substitui o salário quando o contribuinte para de trabalhar em virtude de alguma causa: doença, invalidez, idade avançada, etc.

De modo geral, para se aposentar, o contribuinte deve pagar uma contribuição mensal durante um determinado período ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O tempo de contribuição vai variar de acordo com o tipo de aposentadoria.

tempo-de-contribuicao

Idade mínima para obter o benefício varia de acordo com o gênero do contribuinte. Foto: iStock, by Getty Images

As próprias empresas são responsáveis pelo recolhimento do INSS de quem trabalha com carteira assinada. Autônomos e empregados domésticos devem usar carnês ou Guias da Previdência Social (GPSs) para recolher a contribuição.

Tempo de contribuição: aposentadoria integral ou proporcional

Os tipos de aposentadoria mais comuns são as por idade e por tempo de contribuição.

No caso da aposentadoria por idade, a idade mínima para obter o benefício varia de acordo com o gênero do contribuinte: homens podem se aposentar aos 65 anos e mulheres aos 60. No caso de trabalhadores rurais, a idade caiu cinco anos: 60 para homens e 55 para mulheres. O tempo mínimo de contribuição ao INSS para solicitar a aposentadoria por idade é de 15 anos.

A aposentadoria por tempo de contribuição pode ser integral ou proporcional. No caso da integral, os homens devem contribuir ao INSS por pelo menos 35 anos; mulheres precisam contribuir durante 30 anos.

A aposentadoria proporcional exige tempo de contribuição e idade mínima. Os homens podem solicitá-la a partir dos 53 anos de idade e 30 anos de contribuição; mulheres precisam ter, no mínimo, 48 anos de idade e 25 anos de contribuição.

Como saber o seu tempo de contribuição

Atualmente, alguns sites na internet facilitam a vida de quem quer fazer o cálculo de seu tempo de contribuição ao INSS. O próprio site da Previdência Social oferece o serviço.

Para realizar uma simulação de contagem de tempo de contribuição o usuário precisa ter em mãos uma série de documentos: número do NIT (PIS/Pasep/CICI), carteiras de trabalho, carnês e outros comprovantes de pagamento ao INSS. Outras informações solicitadas são a data de nascimento, o CPF do contribuinte e os períodos de vinculação que geraram recolhimento.

Após a informação de todos os seus períodos trabalhados, o sistema exibe o tempo de contribuição atual e o informa quanto falta para a aposentadoria do contribuinte. O resultado demonstrativo é apenas uma simulação da contagem do tempo de contribuição, não garantindo reconhecimento do direito ao benefício.

A simulação não leva em consideração períodos em duplicidade, no caso de contribuição em empregos diferentes ao mesmo tempo. Períodos de afastamento também não são levados em consideração para cálculo.

Aposentadoria por tempo de contribuição: teto do INSS

Desde o início do ano, o novo teto do INSS passou a ser R$ 4.390,24. Esse teto determina o maior valor de benefício pago pela Previdência Social.

Em caso de aposentadoria por tempo de contribuição, o cálculo do benefício segue uma média aritmética simples dos maiores salários de contribuição correspondentes a 80% de todo o período contributivo, servindo de base para o cálculos dos benefícios e respeitando o teto limite.

Gostou das dicas de tempo de contribuição? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

O controle financeiro pessoal e o futebol
Planejando a aposentadoria de pessoa com deficiência
vale a pena ter seguro
como funciona a aposentadoria por invalidez
o que é previdência complementar
tempo de aposentadoria por idade