Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Como avaliar se o parcelamento da compra é a melhor opção

A- A+

Todo mundo sabe que brasileiro adora uma prestação. Termina uma e começa outra. Ou sobrepõe várias – o que pode levar ao endividamento. Os especialistas são unânimes ao afirmar que comprar à vista é sempre melhor que fazer um parcelamento, pois o dinheiro na mão dá um poder de negociação bem maior, o que pode render belos descontos.

Cuidado ao sobrepor parcelamentos

Ainda assim, há situações em que o parcelamento pode ser uma saída interessante. Cristian Miguel, consultor e gerente jurídico da Fiel Consultoria, alerta quanto ao desequilíbrio financeiro que pode ser gerado pelas prestações. “Parcelar dá sensação de estar em um  padrão financeiro que não é o seu, em função de pagar ‘pequenas’ parcelas. Somando a outras contas parceladas, pode virar um caos”, argumenta.

seudinheiro-Parcelamento

Comprar à vista é sempre melhor que fazer um parcelamento segundo especialistas. Foto: iStock, by Getty Images

Você vai se interessar por:
Dívida de cartão de crédito: saiba quando é melhor parcelar
Entenda quando comprar em prestações pode ser o melhor negócio
Renda mensal não deve ser comprometida com prestações

O que levar em conta antes de fazer o parcelamento?

1 – O parcelamento terá juros?

A compra parcelada pode vir valer a pena quando o lojista oferece o parcelamento sem juros.

2 – Situação de emergência

Um gasto inesperado e urgente, como um tratamento de saúde em um período em que não há reserva financeira, pode ser motivo para um parcelamento.

3 – Valores elevados

Na compra de bens de valores elevados, como imóveis, o parcelamento ode ser aconselhado.

4 – Sobreposição de gastos

Vai fazer mudança de casa e terá diversos gastos? Essa é uma situação onde o parcelamento pode ser uma saída.

5 – Despesa inesperada

Se você não tem uma reserva financeira e se deparar com a chegada de um novo membro na família, o parcelamento dos gastos extras é permitido.

Não existe parcela sem juros

O educador financeiro Paulo Henrique Pereira explica o porquê de cuidar com o parcelamento. “Não existe compra parcelada sem juros. Ou ele está explícito, ou embutido mas parcelas”, avisa. Ele também dá dicas de quando comprar a prazo.

Princípio básico

Para o especialista, só se deve recorrer a financiamentos quando a antecipação do consumo – aquisição de um bem – for indispensável para a manutenção ou melhoria da qualidade de vida. “Se a sua geladeira estragou, a compra de uma nova é essencial. Ninguém consegue viver sem geladeira”, exemplifica.

Se você receber uma proposta de emprego que exija veículo próprio, o financiamento também é uma forma de não perder a oportunidade. Outra situação em que vale a pena parcelar é quando se mora de aluguel e se encontra um imóvel similar, com uma prestação que fica semelhante à do seu aluguel.

“Nunca financie imóvel para pagar parcela muito superior ao valor do aluguel de um imóvel similar. Aplique a diferença e, em poucos anos, poderá comprar à vista”, sustenta Pereira.

Cartão de crédito com benefícios

Uma das formas mais utilizadas atualmente para parcelar as compras é o cartão de crédito. Afinal, esse é um meio pouco burocrático, rápido e aceito em praticamente todos os estabelecimentos do país. Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode comprar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo, ganhar bônus na recarga e somar pontos no Vivo Valoriza.

> Cartão de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas de parcelamento? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito