Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Comer fora é um dos maiores gastos do brasileiro

A- A+

Comer fora todos os dias não favorece o bolso do brasileiro. De acordo com pesquisa realizada neste ano pela Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert),  o gasto de almoçar em restaurantes chega a somar um total de R$ 601,92 por mês.

O número leva em conta o custo de uma refeição completa, em uma jornada de trabalho de cinco dias por semana, em um mês com 22 dias úteis. O preço é baseado na média nacional, em que o custo apontado pelo estudo é R$27,36.

Quanto custa comer fora no país

Entre todas as regiões do Brasil, é o Sudeste que apresenta a média mais alta em refeições: R$27,76. Na sequência aparecem o Nordeste (R$26,98), o Norte (R$26,11) e o Centro Oeste (R$26,09). No fim da lista surgem os três estados do Sul, que oferecem um valor aproximado de R$25,70.

Apesar disso, também é no Sul do país que se encontra o custo mais alto, quando analisadas as cidades de maneira individual. Ao decidir comer fora em Florianópolis, esteja preparado para desembolsar até R$39,93. Mas, independente do preço cobrado, uma característica que une os restaurantes brasileiros é a presença do tradicional feijão com arroz.

A dupla aparece em, respectivamente, 99% e 96% dos restaurantes que tem como sistema o prato comercial ou o autosserviço. Ainda segundo os responsáveis pelos estabelecimentos, o consumo de alimentos como frutas, verduras, legumes e sucos naturais aumentou ao longo dos dois últimos anos.

Motivos que levam a restaurantes são diversos. Foto: iStock, by Getty Images

Comer fora todos os dias pode pesar no orçamento. Foto: iStock, Getty Images

Como comer fora com saúde

Além dos preços cobrados, comer fora todos os dias também dificulta que você mantenha uma alimentação saudável. Para Adriana Fanaro Oliveira, responsável pelo site Meu Nutricionista, o problema é o desafio em montar um prato balanceado quando o cardápio ou buffet chama a atenção pelas frituras, doces e alimentos ricos em sal.

A dica da nutricionista é se planejar e adquirir o hábito de incluir as saladas nas suas refeições. Por outro lado, tente deixar de lado alimentos que foram imersos em óleo e mesmo os refrigerantes. Para não ficar na dúvida, confira um exemplo de prato sugerido por Adriana:

– Salada completa: folhas, legumes, batata, atum ou ovos, grão de bico ou feijão branco

– Prato completo: arroz, feijão, carne ou frango e legumes cozidos

Com o passar do tempo, você aprende a adaptar as suas preferências às opções disponíveis e ainda aos alimentos que podem representar benefícios para o organismo. Ou seja, mesmo para quem almoça fora todos os dias é possível encontrar equilíbrio.

Cartões de crédito com benefícios

Quer mais facilidade para pagar as suas refeições? Se você gosta de comprar com praticidade e segurança, é bom conhecer os Cartões de Crédito Vivo. Com os cartões de crédito Vivo Santander e Vivo Itaucard 2.0, você tem diversas vantagens, como alerta SMS, bônus na recarga de celular, pontos no Vivo Valoriza, descontos nos ingressos de cinema e parcelamento em até 12 x sem juros nas Lojas Vivo.
> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas sobre comer fora? Compartilhe!

 

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito