Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Colocar gastos no papel é primeiro passo para sair do vermelho

A- A+

As contas acumularam e agora sua principal preocupação é sair do vermelho? É possível voltar a ter saldo positivo e equilibrar as contas, mas tudo depende de uma mudança na forma como você consome, aliada a um planejamento financeiro eficiente – e seguido mês após mês.

Organização para sair do vermelho

Se você chegou a esse ponto, é bem provável que não tenha um controle exato sobre os gastos. Por isso, o primeiro passo é identificar todas as dívidas e conhecer os prazos e valores envolvidos em cada uma delas. É importante não deixar nada de fora.

Feito isso, a dica do educador financeiro Pedro Braggio, especialista em consultoria financeira familiar, é avaliar o quanto de dinheiro você já gastou nos últimos meses com juros e descobrir se a sua renda é maior que os valores que você costuma gastar. A melhor maneira de fazer isso é anotar todas as receitas e gastos em uma planilha.

Com os números em mãos, é hora de tentar negociar a dívida com os credores. Ao fazer isso, priorize o pagamento das contas com valores mais altos, que oneram mais a sua renda. Também é importante ser sincero sobre a sua situação financeira. Afinal, a empresa para a qual você deve certamente tem interesse em receber.

Para muitas pessoas, a primeira saída a ser buscada é um novo empréstimo. Mas os especialistas sempre lembram que essa só é uma alternativa válida quando você encontra juros menores que aqueles que já está pagando. Do contrário, a tendência é que o valor só aumente.

sair do vermelho

Sair do vermelho exige que você siga o planejamento financeiro e esteja sempre atento aos gastos. Foto: iStock, Getty Images

Sabedoria no uso do cartão de crédito

Sair do vermelho exige muita disciplina e disposição para mudar a forma como o seu orçamento é administrado. Um dos itens que devem ganhar a sua atenção é o cartão de crédito. Conforme explica o educador financeiro Marcelo Claudino, sócio-fundador da TopConsulting, ele é uma excelente ferramenta para planejar as despesas mensais, pois o prazo concedido para pagar a fatura pode facilitar o planejamento financeiro pessoal.

“No entanto, muitas pessoas enxergam o limite do cartão como uma renda adicional disponível para consumo e este é o primeiro passo para o endividamento“, complementa. Para evitar que esse seja o seu caminho, uso o cartão de forma consciente e evite os parcelamentos a longo prazo, que comprometem a renda futura.

Outra dica é sempre pagar o valor integral da fatura. A parcela mínima pode parecer uma alternativa que alivia o orçamento de forma imediata, mas ela tende a se transformar em um problema com o acúmulo de encargos e taxas de juros.

Alerta CPF no celular

Quer se manter infromado sobre as movimentações que envolvem o seu CPF? Quando as dívidas fazem parte da rotina, essa é uma boa saída. A Vivo oferece, em parceria com a Serasa Experian, um serviço inovador que permite que seus clientes recebam notificações via SMS sempre que:

  • Ocorrer uma alteração no status de seu CPF nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa consultar seu nome nas bases de dados da Serasa Experian
  • Uma empresa estiver prestes a negativar o seu nome nas bases de dados da Serasa Experian.
> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para sair do vermelho? Compartilhe!

metas de curto médio e longo prazo
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
Empréstimo ou financiamento
seudinheiro-Compras-de-supermercado
É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.