Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Cicloturismo: veja dicas para uma aventura de bicicleta

A- A+

Já pensou em fazer uma viagem e conhecer novos destinos, tendo a sua bicicleta como companheira? Essa prática é chamada de cicloturismo. Por meio de via secundárias e estradas de menor movimento, é traçada uma rota em busca de aventura, belezas naturais, simplicidade e uma maior integração com paisagens e pessoas.

Mas antes de subir na bike e sair pedalando, é preciso tomar alguns cuidados para praticar o cicloturismo com segurança e conforto. Confira dicas para usufruir do melhor da sua aventura.

Cicloturismo em Santiago de Compostela

Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, pode ser percorrido de bicicleta. Foto: iStock, Getty Images

Preparativos para fazer o cicloturismo

No cicloturismo, não basta apenas coragem e espírito aventureiro. O praticante precisa usar capacete, luvas e todo o equipamento recomendado. Também a bicicleta merece atenção: ela deve passar por uma revisão antes da viagem.

Segundo Eliana Garcia, uma das fundadoras do Clube do Cicloturismo, para que o ciclista aproveite todas as vantagens que a modalidade oferece, é preciso que ele faça um bom planejamento antes de viajar. “Quanto maior o cuidado na preparação de uma viagem, maior a chance dela ocorrer tranquilamente”, afirma.

O Clube do Cicloturismo traz um manual com uma série de dicas para quem pretende viajar nessa modalidade. Entre alguns pontos elencados pelo documento, estão as condições das estradas e o roteiro da aventura.

Um item fundamental entre os preparativos de uma viagem do tipo, por exemplo, é a bagagem. O indicado é que, quanto mais auto-suficiente o ciclista estiver durante uma viagem, mais peso terá que carregar e menos dinheiro precisará gastar.

Trocar hospedagem por acampamento e levar mantimentos para a própria alimentação aumentam o peso da bicicleta, mas geram economia.

Outra questão importante é o condicionamento físico do ciclista que pretende fazer uma viagem de bike. De acordo com manual, não é necessário ser atleta para viajar de bicicleta, mas não vale se arriscar se for sedentário. O importante é planejar o roteiro e a quilometragem de acordo com o seu condicionamento, alerta o documento.

A escolha da bicicleta para se usar na viagem é outro preparativo essencial. Existem dois tipos de bikes indicadas para cicloturismo: a do tipo “speed”, para asfalto, e uma “mountain bike” adaptada. A mais adequada dependerá do roteiro escolhido.

Você vai se interessar por:

Como escolher a bicicleta certa para pedalar na cidade

Segurança além do capacete para bike: tecnologia detecta aproximação de carros

A pé ou de bicicleta? Veja como ir ao trabalho de forma sustentável

Roteiros de cicloturismo

As possibilidades para quem quer praticar o cicloturismo são muitas. Existem roteiros e trajetos pelas estradas de todo o mundo. O destino escolhido vai depender do bolso do ciclista e também da distância que ele quer percorrer pedalando.

No Brasil, por exemplo, uma opção é Circuito Vale Europeu, o primeiro trajeto planejado para cicloturismo no país. A viagem pode ser feita em sete dias, passando por 350 quilômetros de estradas de pequenas cidades e vilarejos de colonização europeia, em Santa Catarina.

Cicloturismo no Circuito Vale Europeu

Santa Catarina tem trajeto planejado para a prática. Foto: Divulgação, Circuito Vale Europeu

Outras opções de rotas brasileiras são o Caminho da Luz, em Minas Gerais e uma rota no Sertão Nordestino que passa pelo Piauí, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Na América do Sul, uma rota bastante conhecida é a do Deserto do Atacama, no Chile, que tem duração de cerca de 15 dias. Quem pode gastar mais, uma opção é fazer o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha.

 

Gostou da ideia de praticar o cicloturismo? Deixe um comentário.

queda do dólar
viagens econômicas pelo Brasil
preço do dólar turismo
câmara de ar para bicicleta
melhores destinos no sul do brasil
Volta ao mundo de trem