Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Celebre o Dia do Músico com 4 apps para ouvir seu som preferido de graça

A- A+

Em 22 de novembro, é comemorado no país o Dia do Músico. A profissão, regulamentada pela Ordem dos Músicos do Brasil, inclui aqueles que produzem obras da chamada primeira arte. É um dos produtos de cultura mais consumidos do mundo, inclusive através dos serviços de streaming, que oferecem música original sem custos.

A origem do Dia do Músico

Conforme pesquisadores, a escolha da data tem embasamento religioso. No dia 22 de novembro, Dia do Músico no Brasil, comemora-se também o Dia de Santa Cecília, conhecida como padroeira da profissão na doutrina católica.

Mulher ouve música no Dia do Músico

Novos apps fazem dos smartphones um dos principais meios para ouvir música. Foto: iStock, Getty Images

A música é uma das artes mais antigas e populares do mundo, por isso, a criação de um Dia do Músico em homenagem aos artistas dessa área. Responsável por marcar épocas e gerações, é uma forma de expressão de pensamentos, ideias e sentimentos, não só do compositor, mas também do universo que o rodeia. Não é à toa que o hábito de ouvir música está tão presente na rotina dos brasileiros.

Um estudo realizado pelo Ibope e divulgado pela revista Meio & Mensagem, mostra que, nas rádios, a música ainda está entre os conteúdos mais solicitados. A pesquisa, feita com base em dados de 2015, mostra que 47% dos ouvintes de rádios têm a música entre suas preferências de consumo, perdendo apenas para as informações.

4 apps para celebrar o Dia do Músico

No Brasil, os serviços de streaming são, atualmente, os principais responsáveis pelo consumo de músicas. Segundo uma análise de mercado da ONErpm, distribuidora musical que atua no país, o formato equivale a 51% do mercado brasileiro, tendo crescido 500% desde 2014. Tudo isso graças a aplicativos. Conheça quatro deles:

Spotify

Líder no mercado de streaming musical, é um dos meios de celebrar o Dia do Músico com melodias originais e gratuitas. O consumidor pode acessar o Spotify pelo computador ou por dispositivos móveis, sendo que a internet é solicitada nas contas que não exigem pagamento. Para ouvir offline, um upgrade pode ser feito, mediante o pagamento de R$ 14,90 mensais para o uso.

Deezer

O Deezer também é um serviço de streaming que conta com duas modalidades de consumo: a gratuita, que exige conexão à internet e que intercala música e publicidade, e a Premium+, que é livre de propagandas e tem consumo offline. São R$ 14,90 mensais na versão paga, com um acervo pouco menor do que o do Spotify.

Você vai se interessar por:

Rdio

O Rdio, além do consumo de músicas e álbuns completos, tem também a possibilidade de acesso a estações de rádio e da criação de uma rádio só sua, com o conteúdo que você gosta e com acesso somente seu. Tem versão gratuita e uma versão paga, ao custo de R$ 14,90/mês.

Napster

O Napster é um dos mais antigos canais de consumo de música pela internet. Ele foi criado em 1999, em um formato que permitia download de faixas sem licenciamento, a chamada pirataria. Após perder uma batalha judicial, ele hoje é um serviço de streaming com um acervo de 38 milhões de música a um custo mensal de R$ 14,90 na versão Premium.

 

E você? O que vai ouvir nesse Dia do Músico? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
Pesquisando direitos do consumidor nas compras pela internet
Usando aplicativo para controlar gastos de viagem
Bateria fraca no celular
Uber tem Perfil Família
Uber Família