Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

CataMoeda pode solucionar a falta de troco no comércio

A- A+

Depois de escolher os produtos, você vai até o caixa e paga em dinheiro, mas o atendente não tem o troco exato em moedas para lhe oferecer: constrangimento para os dois lados. Para solucionar esse tipo impasse, a empresa CataMoeda foi criada por um empreendedor catarinense em 2012. Ficou curioso para entender como o sistema funciona?

CataMoeda ataca desvalorização do dinheiro de metal

Boa parte da população brasileira não valoriza o dinheiro cunhado a partir da extração de minérios. Quantas pessoas você conhece que possuem o hábito de acumular moedas em cofrinhos ou gavetas, sem recolocá-las em circulação?

A esse fenômeno é dado o nome de entesouramento. De acordo com estimativa do Banco Central, em pesquisa realizada em 2013, quase 30% das mais de 18 bilhões de moedas emitidas desde o início do Plano Real estão fora de circulação. Isso representa um montante de mais de R$ 500 milhões que não voltou para o mercado.

As consequências da falta de moedas em circulação são várias: do prejuízo para os comerciantes, que não possuem troco, ao retrabalho do Banco Central em cunhar mais dinheiro, passando pela agressão à natureza, de onde os minérios precisam ser extraídos.

CataMoeda acaba com falta de troco

Desde 2012, a empresa já recolocou em circulação mais de 60 milhões de moedas. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona o CataMoeda

O CataMoeda surgiu para incentivar os consumidores a recolocarem suas moedas em circulação. Por meio de parcerias com estabelecimentos como supermercados, shoppings centers e farmácias, as máquinas de coleta são instaladas em pontos estratégicos, em que haja grande circulação de clientes.

Ao depositar uma ou mais moedas no dispositivo, sem precisar separá-las por valores, o consumidor pode escolher entre receber vale-compras, trocar por cédulas, recarregar o celular, ver a previsão do tempo, se divertir com jogos da plataforma e até mesmo doar a quantia para uma instituição beneficente.

Operado de forma digital e remota, o sistema do CataMoeda identifica e rejeita as moedas falsificadas, estrangeiras e antigas. Trata-se da legítima relação ganha-ganha: o Banco Central economiza, o consumidor se livra das moedas e os comerciantes garantem troco para conduzir seus negócios.

Onde encontrar o serviço

Para encontrar o CataMoeda mais próximo de você, a dica é acessar a página oficial da empresa e buscar pelo endereço. Atualmente, há mais de 150 unidades espalhadas em supermercados, farmácias, shoppings e outros estabelecimentos de todas as regiões do país. Os estados que lideram o ranking são:

  • São Paulo: 76
  • Santa Catarina: 20
  • Paraná: 18
  • Rio Grande do Sul: 17

Números da CataMoeda impressionam

Desde 2012, quando a empresa teve seu primeiro protótipo instalado em um supermercado na cidade de São Paulo, já foram arrecadadas – e colocadas em circulação – mais de 60 milhões de moedas – o equivalente a mais de R$ 20 milhões. Além disso, a empresa estima ter economizado, por meio das captações, cerca de 194.500 kWh de energia e mais de 360 toneladas de minérios.

Você vai se interessar por:

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as contas do lar, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você recebe mensagens e participa de jogos que lhe ajudam a controlar seus gastos, poupar e investir. E você ainda participa de sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Gostou da proposta? Deixe seu comentário!

como montar uma loja de roupas
índice de confiança do empresário do comércio
como abrir uma floricultura
Como ter uma boa qualidade de vida
Seguindo as dicas de vendas em domicílio
Loja física é canal de vendas