Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Carro zero, mas modelo antigo. Será que vale a pena?

A- A+

Não faz muito tempo que, começando o segundo semestre, as montadoras apresentavam suas novas versões de automóveis. Esse movimento costumava vir acompanhado de descontos concedidos para aquisição do modelo antigo, limpando o estoque nas concessionárias.

Hoje, não é muito diferente. O que mudou foi a época em que os lançamentos são apresentados: cada vez mais cedo, ainda no primeiro semestre.

Descontos concedidos para aquisição do modelo antigo, limpando o estoque nas concessionárias.

Desconto ganho no modelo antigo deve ser superior à depreciação média do veículo. Foto: Shutterstock

Vale a pena comprar o modelo antigo?

Para quem deseja ter um carro zero, a dúvida é se vale a pena comprar o modelo antigo, ainda que seja mais barato que o recém-lançado.

Segundo especialistas, é preciso avaliar alguns pontos antes de fechar o negócio. O principal deles é que o desconto oferecido deve ser maior que a depreciação média do veículo, que é de 10% a 15% para os que saem de linha. Por isso, há quem defenda que só vale apostar no antigo se o abatimento no preço for de, no mínimo, 20%.

Como se decidir pelo modelo antigo ou novo

Mas o preço é só um dos critérios que devem ser considerados na decisão. Veja o que você precisa avaliar antes de bater o martelo:

Grandes mudanças

Alterações significativas no motor e no design do carro podem fazer diferença quando o consumidor está pensando em optar pelo modelo novo. Algumas vezes, no entanto, as mudanças são mínimas, como novas cores e acessórios internos. Nesse caso, melhor optar pelo maior desconto.

Desvalorização

O índice não é igual para todos. Um modelo que sai de linha, por exemplo, desvaloriza além do normal. Mas quando a versão antiga convive com a nova, a margem tende a ser bem menor.

Vantagens

A depreciação média de um carro popular gira em torno de 10% no primeiro ano de uso. Algumas vezes, porém, é preciso avaliar além disso. Em muitos casos, o modelo antigo vem mais equipado e com excelente preço, justamente para esvaziar os estoques. Nesse caso, pode valer a pena.

Estilo do dono

Quem prefere uma compra racional (priorizando a relação custo-benefício) deve não apenas pensar no desconto, mas barganhar acessórios, bônus e outros benefícios. Quando o comprador é mais consumista, os especialistas aconselham que se aguarde a chegada do novo modelo para ver o que mudou e avaliar se vale a compra.

Algumas vezes, o lançamento é comercializado pelo preço de tabela do modelo anterior. Se esse for o caso, melhor mesmo é optar pela novidade.

Você vai se interessar por:

Valor de mercado

Há quem defenda que, quando as duas versões são idênticas, mas o desconto no modelo antigo é inferior a 10%, vale mais a pena comprar o novo, ainda que mais caro. Isso porque, do ponto de vista financeiro, você perderá menos na hora da revenda. Para o mercado, o que vale é o modelo e não o ano de fabricação.

Fim de linha

Mesmo que o modelo que você esteja avaliando ainda não tenha uma nova versão, também é bom ficar de olho. Isso pode ser um sinal de que ele irá sair de linha. Caso isso ocorra, a desvalorização também será maior.

 

Gostou das dicas para se decidir entre o modelo antigo ou novo? Compartilhe!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular