Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Carro importado pode virar realidade

A- A+

Considerado artigo de luxo por muitas pessoas, o carro importado ainda está entre os sonhos de muitos brasileiros. Os números da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) apontam que, em março deste ano, foram 6.909 unidades emplacadas.

Na hora da compra, é comum que o valor cobrado seja considerado oneroso demais ou que as dúvidas sobre manutenção diminuam o interesse. Se esse é o seu caso, confira algumas dicas e informações que podem ajudar a fazer a melhor escolha.

O que cuidar na compra do carro importado

Diferente do que costuma se avaliar, muitos automóveis importados podem ser adquiridos em modelos com quilometragem zerada, produzidos fora do país, e por menos de R$70 mil reais. Um exemplo são as fábricas uruguaias, argentinas e mexicanas, que oferecem preços mais atrativos para o Brasil, ou as marcas Kia e Jac Motors, coreanas que importam para nosso país com garantia de cinco anos e preços relativamente baixos.

Mas, além dos valores envolvidos na compra, é preciso estar atento à manutenção do veículo. De acordo com o diretor comercial da Webmotors, Thiago Andrade, a dica vale principalmente para modelos mais antigos. O principal motivo é a disponibilidade de peças a preços que não sejam abusivos, além da falta de mão de obra especializada.

Quando a peça que precisa de troca for menos comum, é bem provável que você precise importá-la. Nesse processo, é preciso arcar com as taxas e ainda esperar o tempo de envio, que pode não ser dos mais rápidos. Por isso, prefira comprar de marcas que disponham de suporte rápido e eficiente.

Carro importado

Para quem quer comprar um carro importado, é preciso ficar de olho nas peças de reposição. Foto: iStock, Getty Images

Como comprar carro importado

Em geral, existem duas maneiras para adquirir carros através da importação. Uma delas é se dirigindo até uma concessionária ou revendedora para fazer o negócio. Se você quer taxas menores, aposte em produtos de países integrantes do Mercosul, que permitem algumas isenções.

Do contrário, somando as taxas para importação, o acréscimo pode fazer com que o negócio seja desvantajoso. De forma geral, os impostos envolvidos são o de importação, ICMS, PIS-Cofins e IPI. O que diferencia é a comissão das empresas especializadas, que cobram menos que as concessionárias na revenda.

Outra possibilidade para comprar um carro importado é trazê-lo do exterior por conta própria, indo atrás de uma importadora independente, que fará o transporte do produto. Essa opção pode garantir economia, mas exige conhecimento sobre os processos envolvidos.

Assistência em emergências

Ao adquirir o seu carro importante, é fundamental garantir que você não vai ficar na mão em casa de problemas. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas sobre carro importado? Comente!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
como lidar com a avareza
preço de imoveis começa a cair