Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Cansou da cidade grande? Descubra como é morar no campo

A- A+

Depois do êxodo rural – que ainda continua ocorrendo em menor escala – muita gente sonha em começar a fazer o caminho inverso em busca de mais tranquilidade e qualidade de vida. Mas você sabe exatamente como é morar no campo? É preciso colocar na balança os prós e contras da opção antes de partir para uma residência afastada dos centros urbanos.

Como é morar no campo

Qualidade de vida é o principal fator que leva a trocar a cidade pelo campo. Foto: iStock, Getty Images

Como é morar no campo

Naturalmente, há muitas vantagens em viver uma vida longe do agito, da poluição e da insegurança. Mas há também algumas dificuldades que devem ser esclarecidas para evitar qualquer tipo de problema ou mesmo de decepção.

Via de regra, o que está levando moradores das grandes cidades a mudar para a zona rural é a qualidade de vida. Isso inclui a segurança – sem a necessidade de trancas, alarmes, câmeras de vigilância, grades e aquele medo constante da violência.

Outra característica da vida longe dos grandes centros é o ar puro e a alimentação saudável, uma vez que o espaço disponível nos sítios, chácaras ou mesmo no pátio das casas permite uma horta bem farta (que aliás, quase sempre é uma necessidade).

Além de poder consumir produtos orgânicos, você nem precisará pagar por eles. A sensação de colher um temperinho fresco para o almoço é indescritível – uma vantagem para quem descobre como é morar no campo.

Outra questão crucial para aqueles que optam pela vida no campo, como na zona rural das cidades, é a valorização dos relacionamentos, algo bastante comum neste tipo de condição. Em locais afastados, as pessoas se conhecem, se ajudam e costumam valorizar muito as amizades e a política da boa vizinhança. Aí estamos novamente falando da qualidade de vida.

Nem tudo são flores

Obviamente, há também algumas dificuldades que devem ser levadas em conta no planejamento da mudança. Uma delas – e talvez a mais urgente – é a distância dos hospitais. As áreas mais urbanas costumam contar com postos de saúde, mas não é o ideal em caso de uma emergência.

Para os casais mais jovens, que têm crianças (ou pretendem ter), um problema é a distância das escolas. Em locais afastados, não é comum ter os serviços de van escolar. Portanto, é preciso programar-se para levar as crianças ao colégio, ou verificar quais os meios de transporte disponíveis no local.

Para quem não vive sem internet, este tende a ser outro problema. Em muitas localidades, não há sinal para web, ou seja, você só terá acesso quando estiver longe de casa.

Por fim, dependendo da condição das estradas de acesso, será preciso investir em um veículo mais reforçado, para evitar atolamentos e problemas mecânicos.

Você vai se interessar por:

Seguro para os seus bens

Se você tem um imóvel, uma boa dica é contratar uma proteção extra. Clientes Vivo podem contratar seguro residencial que garante, entre outras coberturas, amparo contra incêndio, raio e explosão. A apólice garante o pagamento de uma indenização, quando ocorrer danos à sua residência ou ao seu conteúdo.

O seguro ainda cobre prejuízos decorrentes de roubo ou furto qualificado, de problemas causados por danos elétricos e Responsabilidade Civil Familiar.

> Seguros para seus bens: Garanta proteção contra incêndio, raio, danos elétricos, roubo e furto

Gostou de descobrir como é morar no campo? Compartilhe as dicas!

como viver melhor
Como ter uma boa qualidade de vida
Ela aposta na longevidade saudável
Comprar casas em Orlando é opção
Trabalhando na reforma de casas antigas
Como escolher corretora para Tesouro Direto