Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Calendário restituição Imposto de Renda 2015: atenção ao último lote

A- A+

Se você está por dentro do calendário restituição Imposto de Renda 2015, já sabe que os lotes estão acabando e que o sétimo e último está previsto para o dia 15 de dezembro. A consulta abre no início do mês e é preciso saber o que fazer se o seu nome não for contemplado.

Calendario-restituicao-imposto-de-renda-2015-seudinheiro-istock

Equívocos na declaração do Imposto de Renda podem levar à malha fina. Foto: iStock, Getty Images

Fim do calendário restituição Imposto de Renda 2015

O calendário de restituição do Imposto de Renda 2015 chega ao fim. Caso seu nome não esteja no último lote, em dezembro, há alguma pendência com o Fisco que impede a devolução do valor.

Não ter recebido a sua restituição ainda até pode significar que você tenha caído na malha fina, mas não há necessidade de entrar em desespero. Para começar a resolver sua situação, o mais indicado é acessar o portal e-CAC.

Não é preciso aguardar a abertura da consulta ao lote final. No e-CAC, você já pode identificar em qual das seis situações diferentes se enquadra. Confira o que cada uma significa:

Em processamento: a declaração foi recebida e está na base de dados da Receita Federal, mas o processamento ainda não foi concluído. Aguarde pelo próximo – e último – lote. Se houver alguma pendência, ela será informada.

Processada: sua declaração foi recebida e o processamento encerrado.

Em análise: sua declaração foi entregue, processada e segue em análise. Ou a Receita Federal está aguardando a apresentação de documentos solicitados via intimação ou o processo de análise de documentos entregues pelo contribuinte ainda não foi concluído.

Retificada: sua declaração original foi substituída por outra retificadora, apresentada por você.

Cancelada: a declaração foi cancelada por você ou por interesse da administração tributária.

Tratamento manual: o formulário está em análise pela Receita Federal e é preciso aguardar o contato.

Conforme o resultado da sua consulta, você pode retificar sua declaração e, com essa correção, ter acesso à restituição. Além disso, é possível realizar uma série de outros serviços, como descobrir se as cotas do IR estão sendo quitadas normalmente, identificar e parcelar eventuais débitos.

Caiu na malha fina? O que fazer antes do sétimo lote

Se a consulta ao e-CAC não resolveu o seu problema, é muito provável que tenha incluído alguns dados errados em sua declaração e, nesse caso, tenha caído na malha fina.

Então, é preciso regularizar sua situação, uma vez que o calendário de restituição do Imposto de Renda 2015 está chegando ao fim. Em situações como essas, o mais recomendado é recorrer à declaração retificadora, informa o supervisor regional do Imposto de Renda da Receita Federal em São Paulo, Valter Koppe.

Esse procedimento pode ser feito de forma online ou pelo aplicativo disponível para Android e iOS. Mas a segunda opção só pode ser usada se a declaração original não tiver sido feita por dispositivos móveis. Caso contrário, é preciso fazer download em um computador do programa para o envio da declaração e do Receitanet para fazer a retificação por esse meio.

Você vai se interessar por:

Proteja seu nome

Se você gosta de se prevenir contra pendências, que tal proteger seu nome ao monitorar aquele que é seu principal documento. Para isso, você precisa conhecer o Vivo Alerta CPF.

Entre as suas funções do serviço, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Está por dentro do calendário restituição Imposto de Renda 2015? Compartilhe essas dicas!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças