Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Caixa amplia limite de crédito e estimula financiamento de imóvel usado

A- A+

Crise no Brasil, inflação em alta, emprego em queda e seu salário parece render menos que outrora. O cenário não parece animador para realizar o sonho da casa própria, não é mesmo? Mas o mês de março reservou ao menos uma boa notícia: depois de endurecer as regras para o financiamento de imóvel usado, a Caixa vai ampliar o limite de crédito.

O que muda no financiamento de imóvel usado

O banco mais tradicional do país no quesito habitação voltou atrás em uma decisão tomada em abril de 2015, quando reduziu o total financiado para 50% do valor do imóvel. Agora, o novo limite é de 70% para trabalhadores da iniciativa privada e chega a 80% para servidores públicos.

Na prática, com as novas regras, que valem para contratos que usam os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), o candidato a um financiamento de imóvel usado terá que arcar com uma entrada menor no momento da aquisição.

A Caixa anunciou ainda que o prazo máximo de financiamento fica em 35 anos, com juros que variam de 9,5% a 9,9% ao ano. Já o valor máximo dos imóveis é de R$ 750 mil nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, e de R$ 650 mil nos demais estados.

Mulher avalia o financiamento de imóvel usado

Com aumento do limite financiado, mais brasileiros devem ter acesso à casa própria. Foto: iStock, Getty Images

Outras novidades no financiamento

A entrada de recursos na modalidade de crédito FGTS Pró-Cotista também deve motivar novos financiamentos pela Caixa. Essa linha é voltada especialmente a famílias com renda acima dos limites estabelecidos pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Os juros estão entre os mais baixos do mercado, variando de 7,85% a 8,85% ao ano. E o valor máximo dos imóveis agora é de R$ 750 mil. Como pré-requisitos para aderir ao financiamento, é preciso ter conta ativa com ao menos 36 contribuições ao FGTS, ou ter saldo igual ou superior a 10% do valor do imóvel.

Outra novidade anunciada pela Caixa é a retomada de operações de financiamento do segundo imóvel com as mesmas condições de juros e de prazos estabelecidas no primeiro contrato.

Expectativa positiva no mercado

O objetivo das medidas é aumentar em 13% o número de financiamentos contratados, o que deve resultar na venda de 64 mil novos imóveis. Destes, a projeção é que 29,7 mil contem com recursos do FGTS, enquanto os outros 34,3 mil captem recursos da poupança.

A boa expectativa do banco está alicerçada em fatos. Em fevereiro deste ano, por exemplo, do total de R$ 22,5 bilhões liberados pelo Conselho Curador do FGTS, R$ 16,1 bilhões foram destinados diretamente para a Caixa.

As construtoras – de todos os portes – também entrarão no pacote de ampliação da oferta de crédito imobiliário. Elas contarão com um aporte de R$ 2,4 bilhões, com taxas especiais. O valor será destinado à construção de imóveis de até R$ 500 mil.

Como se candidatar ao financiamento

Para buscar uma linha linha de crédito para o financiamento de imóvel usado, é necessário agendar horário de atendimento no setor de Habitação da Caixa, para verificar a documentação necessária. Via de regra, o valor da parcela não pode ultrapassar 30% da renda familiar bruta.

O banco elaborou uma Cartilha do Crédito Imobiliário, disponível para download em seu site, que traz informações detalhadas sobre as condições de acesso ao crédito, o que é o Sistema Financeiro Habitacional, o sistema de amortizações, o seguro habitacional, as modalidades de crédito e tudo mais que o candidato precisa saber. 

Você vai se interessar por:

Seguro para os seus bens

Se você tem um imóvel, uma boa dica é contratar uma proteção extra. Clientes Vivo podem contratar seguro residencial que garante, entre outras coberturas, amparo contra incêndio, raio e explosão. A apólice garante o pagamento de uma indenização, quando ocorrer danos à sua residência ou ao seu conteúdo.

O seguro ainda cobre prejuízos decorrentes de roubo ou furto qualificado, de problemas causados por danos elétricos e Responsabilidade Civil Familiar.

> Seguros para seus bens: Garanta proteção contra incêndio, raio, danos elétricos, roubo e furto

Gostou das novidades sobre o financiamento de imóvel usado? Deixe seu comentário!

investir em imóvel na planta vale a pena
preço de imoveis começa a cair
crédito para financiar casa própria
investir em imóveis
direitos do inquilino
casa para família numerosa